A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

02/09/2015 21:44

Homem que matou após sofrer deboche é preso uma semana depois do crime

Thiago de Souza
Tales disse que matou pois a vítima debochou dele em Deodápolis. (Foto: DelPol/Impacto News)Tales disse que matou pois a vítima debochou dele em Deodápolis. (Foto: DelPol/Impacto News)

A Polícia Civil prendeu, na tarde de ontem (1), Tales José da Silva, 18, uma semana após ele ter matado Marcos Vinicios Monteiro Alves, conhecido como “Marquinhos”, de 22 anos, em Deodápolis. O jovem foi morto a tiros, na rua, quando caminhava em companhia de um amigo, no dia 26 de agosto.

Veja Mais
Número de assassinatos esclarecidos chega a 92% em Campo Grande
Após mortes, donos de curtume iniciam processo para reverter interdição

Ao ser interrogado, Tales confessou o crime e alegou que matou o homem por ter sido provocado por ele. O acusado relata que a vítima passou por ele em uma praça e fez comentários maldosos sobre a companheira dele, que estava presente no local. Marcos Vinícios teria deixado o local debochando dos dois, o que teria deixado o acusado transtornado.

À Polícia Civil Tales disse que deixou o local, acompanhado de sua mulher, e instantes depois reencontrou Marcos Vinicios, que o provocou novamente. Os dois discutiram e Tales foi até o carro, um Tipo, cor cinza, e pegou uma espingarda calibre 22. O acusado deu dois tiros contra tales, e fugiu com a esposa.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a versão do acusado não condiz com as provas anexadas ao inquérito e será investigada. O acusado disse que a arma usada no crime foi perdida durante a fuga.

Tales José da Silva foi indiciado por homicídio doloso qualificado, com pena prevista de 12 a 30 anos. Ele está preso no setor de custódia da Delegacia de Deodápolis, e permanece a disposição da Justiça.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions