A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

05/03/2014 19:28

Homem que matou rapaz no carnaval de Corumbá se entrega à polícia

Filipe Prado

O homem acusado de matar Jonathas Campos de Oliveira, 32 anos, a facadas durante um assalto na passarela do samba, no dia 26, se entregou para a polícia de Corumbá, a 419 quilômetros da Capital. O eletricista Anderson Silva de Moraes, 28, se entregou na noite de ontem (04).

Veja Mais
No terceiro dia de folia, 17 pessoas são presas em carnaval de Corumbá
Homem morre esfaqueado em Corumbá logo após desfile de bloco de Carnaval

Segundo o site da Rádio Caçula, o delegado titular do 1º Distrito de Polícia Civil, Gustavo Bueno, relatou que o acusado confessou que teria matado Jonathas e contou que o motivo seria ciúmes, pois ele é marido da ex-namorada da vítima.

O autor disse não “aguentar mais”, ele chegou por trás da vítima, não anunciou assalto e matou Jonathas. O delegado afirmou que o acusado não planejou o homicídio.

A polícia usou imagens das câmeras de segurança da Guarda Municipal e do comércio para poder solucionar o crime. As imagens mostram Jonathas e Anderson no mesmo bloco de carnaval, no dia do homicídio, além de revelar que o acusado, por várias vezes, chegava a uma distância de cerca de 15 metros da vítima, encarando-o.

O eletricistas fugiu para a Bolívia, mas a polícia já havia identificado a sua localização. “Sabíamos que estava foragido na Bolívia. Se não se apresentasse, seria preso hoje dentro de um banco recebendo um benefício do Estado, que ele é o beneficiário e só ele pode retirar. Ele seria preso hoje”, relatou o delegado para o site.

Anderson já cumpriu pena por tráfico de drogas e foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil e poderá pegar cerca de 30 anos de prisão.

Latrocínio - Jonathas estava acompanhado da namorada e de um amigo, que ficaram em estado de choque. A vítima levou duas facadas e foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas morreu logo depois de dar entrada no hospital.

Um jovem que passava pelo local disse que ainda tentou ajudar usando uma camiseta para estancar o sangue. O crime aconteceu por volta das 23h30, logo após a passagem de um dos blocos carnavalescos mais tradicionais da cidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions