A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

28/07/2014 11:52

Hospital quer fazer acordo para evitar greve de enfermagem

Caroline Maldonado
Categoria votou decisão de greve na sexta-feira (Foto: Divulgação/Seta)Categoria votou decisão de greve na sexta-feira (Foto: Divulgação/Seta)

Depois da ameaça de greve dos enfermeiros, técnicos e auxiliares do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, a direção da entidade informou que pretende realizar acordo com a categoria para evitar a paralisação.

Veja Mais
Enfermagem ameaça fazer greve em hospital a partir de quarta-feira
PRF apreende 50 mil caixas de cigarros contrabandeados na BR-163

A assessoria do hospital informou que está em negociação e que “a instituição está se esforçando para que a paralisação não ocorra”. Em contrapartida, o Seta (Sindicato dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares) afirma não ter recebido qualquer comunicado do hospital, desde que foi protocolado o indicativo de greve.

Reivindicação - A categoria pede reajuste salarial de 15% e vale-alimentação no valor de R$ 150. No entanto, a direção do hospital ofereceu 8% de aumento salarial linear a todos os funcionários e R$ 10,00 a mais de vale alimentação, que atualmente é de R$ 100.

A negociação se estende desde março, segundo o Seta. De acordo com o sindicato, a greve irá respeitar a lei, mantendo 30% dos funcionários trabalhando.

O Sinees (Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde de Três Lagoas), que representa os funcionários administrativos, serviços gerais, recepcionistas e outras funções aceitou a proposta enviada pelo Hospital Auxiliadora.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions