A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

21/08/2015 10:24

HU inicia amanhã mutirão de cirurgias de catarata determinado pela Justiça

Hospital Universitário e Secretaria Municipal de Saúde firmaram parceria para cumprir determinação judicial de zerar demanda reprimida; HU vai fazer uma média de cem cirurgias por mês

Helio de Freitas, de Dourados
Pacientes aguardam atendimento no Hospital Universitário de Dourados, que inicia mutirão de cirurgias amanhã (Foto: Arquivo)Pacientes aguardam atendimento no Hospital Universitário de Dourados, que inicia mutirão de cirurgias amanhã (Foto: Arquivo)

Começa a ser cumprido neste fim de semana o acordo judicial que determinou providências para zerar a fila de pessoas que esperam por cirurgia de catarata em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. O HU (Hospital Universitário) da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) anunciou em nota da assessoria que as primeiras cirurgias serão feitas no sábado e domingo.

Veja Mais
Ministério envia R$ 1,3 milhão para cirurgias eletivas em Mato Grosso do Sul
Reinaldo afirma que caravana vai zerar fila que envergonha o Estado

Intermediado pelo MPF (Ministério Público Federal), o acordo foi firmado no dia 12 de novembro do ano passado, garantindo 2.817 cirurgias de catarata disponibilizadas à população em até dois anos. Mil cirurgias terão de ser feitas pelo município de Dourados e outras 1.817 são de responsabilidade do HU.

Cem por mês – De acordo com a assessoria do Hospital Universitário, uma programação especial foi elaborada para atender a demanda reprimida por cirurgias de catarata e pelo menos cem pacientes devem ser atendidos por mês.

Quatro médicos vão se revezar em escala, inclusive com atendimentos durante os dias de semana, para cumprir a programação. Conforme a assessoria, paralelamente, o HU seguirá com as cirurgias de catarata previstas pela contratualização com o município.

Pelo menos 120 pacientes já passaram pela triagem clínica, pelos exames de biometria e estão sendo convocados para a cirurgia que será feita neste fim de semana.

Zerar fila – “Essa medida só foi possível pela cooperação do HU com a Secretaria Municipal de Saúde, e o apoio da iniciativa privada, no caso o Hospital dos Olhos Dourados. O objetivo maior é zerar uma longa fila de espera que se instalou pela dificuldade técnica na realização do procedimento”, afirmou a superintendente do HU, Mariana Croda.

A cirurgia para correção da catarata (perda da transparência do cristalino, lente natural do olho) tem grande demanda no sistema público de saúde. O HU da UFGD é referência em cirurgias eletivas na macrorregião da Grande Dourados, feitas pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Ministério envia R$ 1,3 milhão para cirurgias eletivas em Mato Grosso do Sul
Mato Grosso do Sul vai receber R$ 1,3 milhão do Ministério da Saúde para agilizar a realização e reduzir o tempo de espera por cirurgias eletivas pel...
Motorista embriagado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions