A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

14/09/2015 15:23

Idoso fala do susto e como convenceu esposa que onça não era alucinação

Caroline Maldonado
Vizinhos de reuniram para acompanhar captura que durou mais de três horas (Foto:Folha de Naviraí)Vizinhos de reuniram para acompanhar captura que durou mais de três horas (Foto:Folha de Naviraí)

 

Veja Mais
Onça aparece em despensa de família e dá "baile" de 3h em bombeiros
Depois de onça no quintal, jaguatirica impressiona condutores em avenida

 

A onça parda que entrou na despensa de um casal de idosos na madrugada de ontem (13) causou medo, mas não desesperou o aposentado Antônio Decente Filho, 68 anos, morador de Naviraí, a 366 quilômetros de Campo Grande. O acontecimento mudou os hábitos da família e agora todo mundo acredita quando Antônio diz que viu onça no quintal.

Hoje, recuperado do susto, ele contou como ficou frente a frente com o animal e o trabalho que teve para convencer a esposa de que não era “alucinação da cabeça dele”. Depois de sair de casa, pela porta dos fundos, Antônio foi até a despensa, que ainda não tem porta e percebeu a presença do bicho, um macho adulto, que permanece em uma fazenda a 70 quilômetros do município desde que foi capturado.

Ele disse que teve medo, mas não se intimidou e usou um gancho de ferro para pegar uma chave que estava ali a poucos metros do bicho. Com a chave, ele abriu o quarto de ferramentas para pegar uma arma para se defender e ainda teve que convencer a esposa de que havia mesmo um animal grande na casa.

“Eu liguei para o bombeiro, eles pediram para eu ver se o animal estava indo embora ou se ia ficar por ali mesmo. Daí eu fui avisar minha esposa e ela não acreditou. Bati na parede para ver se o bicho ia embora e escutei ela rugir, mas minha esposa não ouviu e não acreditou. Então eu peguei um fio de arame e enfiei pelo buraquinho na parede, mas a onça mordia e não saiu”, conta o aposentado.

Enquanto isso, Maria da Glória Sousa Decente, 65 anos, assitia tudo da janela de um dos quartos. “Eu não acreditei. Só depois que nós demos a volta na casa e eu vi as pegadas dela no chão. Aí liguei para o bombeiro e eles disseram que já estavam vindo”, conta ela, ao destacar que ficou impressionada com a situação.

“Deus ajudou a gente, porque eu gosto de lavar louça na varanda à noite e deixar os pratos ali para depois colocar para dentro. No sábado eu esqueci em cima da mesa e ainda fui dormir muito mais cedo do que de costume. Então foram duas coisas que foram diferentes e sei que foi proteção de Deus, porque a onça poderia estar ali à noite já”, comenta.

Antônio diz que agora o casal vai tomar mais cuidado. “Não vou marcar bobeira nem um segundo. As onças aparecem na boca da noite e na parte da manhã. Daqui para frente, já vou levantar prevenido”, diz. Ele viu uma onça com filhote há 20 dias no quintal. "O muro tem mais de dois metros e elas pulam tranquilamente. É impressionante". 

Segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental), a onça passa bem e ficará na fazenda Green Farm, onde há centro de reabilitação de animais silvestres até que seja liberada sua soltura pelo CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres). A PMA levou três horas para capturar o bicho, que chamou a atenção do bairro todo. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions