A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

02/05/2014 13:37

Incêndio expõe deficiência de cidade, que não tem delegado nem bombeiros

Bruno Chaves
Fogo destruiu conveniência e matou pelo menos seis pessoas (Foto: Marizete Espíndola)Fogo destruiu conveniência e matou pelo menos seis pessoas (Foto: Marizete Espíndola)

Ao matar seis pessoas provavelmente da mesma família, o incêndio na conveniência Central Bebidas em Coronel Sapucaia, a 400 quilômetros de Campo Grande, expõe, de forma trágica, a fragilidade da cidade que faz fronteira com o Paraguai. Cerca de 14,5 mil habitantes da região não contam com apoio do Corpo de Bombeiros e de um delegado de Polícia Civil.

Veja Mais
Vídeo mostra fogo em conveniência; seis mortes foram confirmadas
Duas crianças podem estar entre os mortos de incêndio em conveniência

Conforme o delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Jorge Razanauskas, a cidade está há quase 15 dias sem delegado de polícia porque o servidor que foi nomeado para ocupar a vaga pediu demissão um dia depois de ser empossado.

“Ele pediu exoneração alegando motivos pessoais”, disse. A informação que o delegado-geral teve é que o empossado para a vaga de Coronel Sapucaia foi para o estado de Minas Gerais depois de saber que a namorada estava grávida. O município é conhecido pela violência patrocinada pelo tráfico na fronteira, em uma região que já foi notícia, no País, por ser considerada uma base de atuação da quadrilha liderada por Fernandinha Beira-Mar.

Conforme portaria publicada na edição do Diário Oficial do Estado do dia 3 de abril, João Francisco Andrade de Lima Oliveira foi designado delegado titular de Coronel Sapucaia. No entanto, ele “tomou posse, foi para lá conhecer a cidade e pediu exoneração”, afirmou o titular da Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública), Wantuir Jacini, ao Campo Grande News em entrevista anterior.

O fato gerou uma ação civil pública na Justiça contra o Governo do Estado. O MPE (Ministério Público Estadual). Na ação, os promotores Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior e Luiz Eduardo Sant’anna Pinheiro pedem liminar para que, no prazo de 15 dias, o governo assegure a designação de um delegado. Conforme a ação civil pública, a cidade não conta com delegado desde o início de 2013 e tem “esdrúxulo quadro de servidores”.

Como não bastasse o fato de estar sem delegado, a cidade ainda não conta com apoio do Corpo de Bombeiros. O incêndio de hoje, por exemplo, chegou a ser combatido por militares do país vizinho, o Paraguai.

Quem socorre a população de Coronel Sapucaia, como no caso de hoje, é o Corpo de Bombeiros e o delegado de Amambai, que fica a 360 quilômetros de Campo Grande e a 45 de Sapucaia.

Para o prefeito de Amambai, Sérgio Diozébio Barbosa, falta dignidade à cidade vizinha. “A situação da Polícia Civil está prejudicada. Por lá, tem um efetivo que precisa ser reforçado. Em relação ao Corpo de Bombeiros, é impossível fazer um atendimento com dignidade. São 45 quilômetros, quando tem alguma ocorrência lá não dá tempo de socorrer”, disse.

“Com essa distância, é impossível. Hoje, praticamente todo o efetivo de Amambai foi para Sapucaia, mas esse prazo para atendimento é maior e não pode ser feito a tempo”, emendou.

Tragédia - Um incêndio atingiu uma conveniência em Coronel Sapucaia, município localizado a 400 quilômetros de Campo Grande. Segundo a Polícia Militar na cidade, a informação é de que seis pessoas de uma mesma família morreram carbonizadas. As primeiras informações indicam que a polícia foi informada do fogo às 8h30 desta sexta-feira.

Duas crianças podem estar entre os mortos de incêndio em conveniência
Duas crianças podem estar entre os mortos do incêndio em uma conveniência na manhã desta sexta-feira (2) em Coronel Sapucaia, município da região sul...
Delegado desistiu de vaga após visitar Coronel Sapucaia, diz Jacini
Alvo de uma ação na Justiça pedindo a nomeação de delegado em Coronel Sapucaia, o governo do Estado informa que designou, no fim de março, um aprovad...



Acabei de ler uma reportagem que diz: O corpo de bombeiros voluntários de Capitan Bado, TAMBÉM ESTEVE AUXILIANDO no combate ao incêndio. Que absurdo! O mérito foi todo deles, dos caminhões pipas, de Capitan Bado,a PA Carregadeira de Capitan Bado, a ambulância de Capitan Bado, a Equipe (não sei) se médica, ou enfermeiros de Capitan Bado, e daqui do Brasil, apenas os Policiais Militares e os vizinhos que se fizeram presentes no momento do combate ao incêndio. O Corpo de Bombeiros de Amambai veio sim, mas quando chegaram o fogo ja estava controlado. A população Sapucaiense tem que erguer as mãos para o Céu, e agradecerem a Deus por termos essa equipe de voluntários, e mais, deveríamos nos mobilizarmos, e auxiliá-los, afinal, qualquer um de nós está sujeito a passar por uma coisa dessas.......
 
marizete escurra espindola em 03/05/2014 15:30:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions