A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

23/08/2013 09:15

Incêndio intoxicou nove pessoas e matou 40 bois em Dourados

Aliny Mary Dias
Área atingida por incêndio será medida nesta terça-feira (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)Área atingida por incêndio será medida nesta terça-feira (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)

Esta sexta-feira (23) será exclusiva para contabilizar prejuízos por parte dos fazendeiros que tiveram as propriedades atingidas pelo incêndio que começou em um canavial e saiu do controle na manhã de ontem (22).

Veja Mais
Depois de quase meio dia, Bombeiros controlam incêndio em Dourados
Fogo em Dourados continua fora de controle e morto pode ser andarilho

De acordo com o Corpo de Bombeiros, nove pessoas precisaram ser socorridas, inclusive um bebê de 5 meses, porque ficaram intoxicadas com a fumaça densa que dava para ser vista a quilômetros de distância.

Em uma das fazendas, cerca de 40 bois morreram queimados e outros terão que ser sacrificados, pois tiveram parte da carcaça queimada. O total de animais mortos ainda está sendo apurados, já que propriedades vizinhas também foram atingidas.

Ainda segundo os Bombeiros, 15 caminhões pipas de usinas e da Prefeitura de Dourados ajudaram no combate que levou mais de cinco horas. Ao todo, 330 mil litros de água foram usados.

A área total destruída pelas chamas, que segundo relato de funcionários de fazendas, era programado e saiu do controle, será apurado pelos proprietários das fazendas ainda hoje. O dono de uma das fazendas, Walter Beloto, foi até a delegacia para registrar boletim de ocorrência.

As chamas atingiram um barraco onde vivia um homem identificado como Josias que morreu no local. A 1ª delegacia de polícia investiga a morte, mas os documentos do homem ainda não foram encontrados.

Incêndio - O fogo, que iniciou na madrugada de ontem, entre as rodovias BR-463 e MS-379, na saída de Dourados para Laguna Carapã, continuava fora de controle até o fim da tarde, segundo informações do Corpo de Bombeiros. “As chamas ainda não foram controladas, mas a proporção diminuiu”, informou o subtenente Ferreira.

Ainda às margens da BR-463, havia dezenas de barracos de indígenas. A maioria foi consumida pelas chamas. Áreas de preservação ambiental e canaviais também foram destruídos. Somente no sítio de Walter Beloto, cerca de 40 cabeças de boi morreram queimadas. Somente três animais teriam sobrevivido.

Algumas equipes estão na região no Bairro Campina Verde, localizado ao lado de sítios, para evitar que o fogo atinja residências. Outras se concentram na região do antigo Praia Clube.

Depois de quase meio dia, Bombeiros controlam incêndio em Dourados
Após quase meio dia de trabalho, o Corpo de Bombeiros conseguiu controlar o incêndio entre as rodovias BR-463 e MS-379, na saída de Dourados para Lag...
Comércio de Ponta Porã funcionará em horário especial neste fim de ano
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...



Tem que preder o dono da fazenda que iniciou a "queimada controlada" por burrice, onde já se viu fazer uma coisa destas com o clima que temos hoje? Crime ambiental não tem que ter multa, tem que ter cadeia, afinal a multa ninguem paga.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 23/08/2013 12:32:33
É lamentável a ocorrência de incêndio dessa proporção. As geadas provocaram a queima dos canaviais; a colheita do milho safrinha deixa muita palha sobre o solo, e por final o tempo muito seco é o combustível para novos incêndios.
 
JOSE ALFREDO DE MELO em 23/08/2013 10:46:29
Confesso, que fiquei muito triste com essa tragédia, ao ver o noticiário no Globo rural hoje pela manhã. Como sempre os pobres animais(domésticos e silvestres) pagam com suas vidas, devido negligência, irresponsabilidade, porque não dizer ações criminosa de homens sem noção.
O desespero do Sr Beloto, foi muito comovente de partir o coração. Realmente, tem que investigar e punir com MUITO rigor o responsável por esse CRIME.
No meu ponto de vista, CRIME AMBIENTAL, deveria ter uma maiores penas para o criminoso, sem essa de fiança.
INDIGNAÇÃO pura....com o ocorrido. Espero que os órgãos competentes, façam sua parte sem omissão ou acerto de compadres.
 
Neyde de Oliveira em 23/08/2013 10:20:38
Até quando vai continuar esta barbaridade de queimadas nos canaviais. O Único que não sai prejudicado é o bolso dos donos das usinas. No restante todos perdem, o meio ambiente e todos nós com a qualidade do ar. Vamos ver os responsáveis por este "incidente" vão ser punidos como devem!!!!
 
Klebber Silva em 23/08/2013 09:36:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions