A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

05/12/2011 16:03

Jateí e Vicentina decretam luto pela morte de cortadores de cana

Marta Ferreira
Moradores de Buíque, no agreste pernambucano, choram os mortos na tragédia com ônibus de cortadores de cana que vieram trabalhar em Mato Grosso do Sul. (Foto: Jornal do Commércio)Moradores de Buíque, no agreste pernambucano, choram os mortos na tragédia com ônibus de cortadores de cana que vieram trabalhar em Mato Grosso do Sul. (Foto: Jornal do Commércio)

As prefeituras de Jateí e de Vicentina decidiram decretar luto de 3 dias pela morte dos cortadores de cana pernambucanos que estavam trabalhando na região e foram vítimas, no sábado, de um acidente quando voltavam para casa, na BR-116, na Bahia.

Veja Mais
Corpos de cortadores de cana que morreram ao voltar de MS para casa, no Pernambuco, são velados
Homem foge depois de agredir enteado e esposa grávida de cinco meses

Até agora, há 33 mortes confirmadas e uma vítima com morte cerebral. Havia 42 pessoas no ônibus.

A maioria do corpos está sendo velada e sepultada no município de Buíque, no Agreste de Pernambuco.

Com 52 mil habitantes, a cidade parou e decretou feriado para velar os corpos das vítimas do acidente mais grave na Bahia desde a década de 1990.

Os trabalhadores estavam há 9 meses em Mato Grosso do Sul.

Eles trabalhavam para a Central Energética Vicentina, na cidade de mesmo nome, mas moravam em Jateí. Segundo o Campo Grande News apurou, todos viviam em casas próximas alugadas na cidade.

O prefeito de Vicentina, Marcos Benedetti Hermenegildo (PMDB), disse que ficou bastante triste com a notícia, e que tentou, sem conseguir, , falar com os responsáveis pela usina, que está instalada na região desde 2008.

O prefeito comentou que os trabalhadores, embora a usina fique em Vicentina, moravam em Jateí por ser mais próximo do canavial onde faziam a empreitada do corne de cana.

Eles costumavam vir todo início de ano e ir embora só no fim da safra, para as festas de fim de ano. Só uma família perdeu 5 pessoas.

A usina não se pronunciou. O Campo Grande News tentou contato desde sábado, mas não houve resposta.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions