A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017

09/08/2011 17:24

Jogadores do Misto vão à Câmara Municipal reivindicar salários atrasados

Paula Maciulevicius

Meia-atacante a ala direito ainda afirmam não ter tido rescisão de contrato na carteira de trabalho

Os jogadores do Misto, meia-atacante Walber, 18 anos e o ala direito Marco Antônio, 18 anos, foram nesta manhã até a Câmara Municipal de Três Lagoas para falar sobre os três meses de salários que, segundo eles, não foram pagos pelo Misto.

Segundo o site Rádio Caçula, Walber e Marco Antônio que fizeram parte do elenco até algumas semanas atrás questionam ainda que não tiveram a rescisão do contrato feita na carteira de trabalho. O ala direito teria vindo de fora da cidade e abandonado o emprego para ingressar no Misto.

De acordo com os atletas, os jogadores Jean e Vertin também estariam com salário em atraso.

Na Câmara, os vereadores questionaram a prefeitura quanto ao repasse dos cofres públicos ao time de futebol. A denúncia foi feita pelo vereador Jorginho do Gás (PSDB), que foi um dos dois, somando-se a Vera Helena (PMDB), que abstiveram o voto quanto ao repasse de 60 mil dos cofres públicos ao time de futebol.

O Misto está na final da série B do brasileirão e disputa o jogo de volta em casa, contra o Colorado de Caarapó no próximo sábado, dia 13, a partir das 19h, no estádio Madrugadão.

Recentemente, a diretoria substituiu o técnico José Guedes, por Ranon Maceno. A assessoria informou que a troca foi porque Guedes não estava correspondendo a alguns pedidos da diretoria.

O Misto, assim como o Colorado, já estão garantidos na série A do Campeonato Sul-Mato-Grossense do ano que vem. O Misto fez a melhor campanha do certame e conquistou vaga na decisão com atencedência.

Prefeitura perde na Justiça e terá que pagar retroativos a professores
Em decisão tomada por unanimidade pelos desembargadores da 1ª Câmara Cível do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a prefeitura de Ivin...
Após relato sobre caça e extração ilegal de madeira, PMA apreende arma
Após receber denúncias de extração ilegal de madeira e caça ilegal sendo praticadas em Ivinhema - município localizado a 282 km de Campo Grande -, um...
Falso médico é acusado de matar paciente em hospital do interior
O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou à Justiça e pediu a prisão do falso médico Marx Honorato Ortiz. Ele teria atuado no Hospital Municipal ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions