A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

23/12/2010 14:28

Jovem é preso levando 2 quilos de haxixe em ônibus intermunicipal

Ricardo Campos Jr.

Droga estava presa na cintura do rapaz.

O rapaz disse que receberia R$ 2 mil pelo transporte da droga. (Foto: divulgação/DOF)O rapaz disse que receberia R$ 2 mil pelo transporte da droga. (Foto: divulgação/DOF)

Um jovem de 18 anos foi preso na noite de ontem (22), às 18h40, ao ter sido flagrado transportando 2 quilos de haxixe presos na cintura em um ônibus intermunicipal. O flagrante aconteceu durante bloqueio do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) em função da operação Sentinela.

De acordo com informações da Polícia, o ônibus foi parado na rodovia MS-162 em Maracaju, cidade que fica a 160 quilômetros de Campo Grande. O veículo havia partido da cidade de Ponta Porã, fronteira com o Paraguai.

O jovem disse à Polícia que pegou a droga na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero e levaria até Campo Grande, onde entregaria a um desconhecido. Pelo transporte da droga, ele disse que receberia R$ 2 mil.

O rapaz e a droga foram encaminhados até a delegacia de Polícia Civil de Maracaju.

Tráfico - Em outro bloqueio pela operação Sentinela em Corumbá, cidade que fica a 419 quilômetros de Campo Grande, o DOF flagrou uma mulher de 27 anos transportando 314 gramas de cocaína dentro da calcinha.

Ela estava em um ônibus intermunicipal que ia de Corumbá a Campo Grande. O flagrante aconteceu na BR-262.

A mulher disse que recebeu a cocaína e um celular perto da rodoviária de Corumbá e quando chegasse à Capital um desconhecido iria ligar para o telefone e combinar o local para receber a droga.

Ela contou ainda, que receberia R$ 500 pelo transporte. A mulher foi presa e encaminhada à delegacia de Polícia Civil de Corumbá.




*** A policia é o bisturi, o traficante a doença... parabéns mais uma vez aos agentes da lei que tiraram de circulação mais uma porção de drogas; não tão expressiva, mas o suficiente para desencaminhar um bom numero de jovens usuários, que, uma vez viciados, adoecem junto com eles toda uma familia, e as vezes até amigos... causando um mal silencioso, triste e profundo no âmago de uma sociedade impotente e as vezes até inerte diante dos fatos. Sociedade esta que, desorientada pela invasão das drogas no seio de suas familias cada vez mais pueril, não sabe a quem pedir socorro e também não consegue se desvencilhar dessa praga que tem assolado a tão ordeira gente brasileira. Quiçá, nossos governantes às vésperas de uma nova posse, possam, a exemplo do RJ mostrar o braço forte da lei e da justiça, e como PALADINOS (Porque não? Se a situação é emergencial e desesperadora?), debelar o avanço desse agravo e fechar as nossas fronteiras para esse iminente domínio do tráfico. (Precisamos urgente de mais "Odilons de Oliveira".
 
Josue Ratier de Souza em 24/12/2010 12:18:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions