A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

17/04/2011 08:32

Jovem fica em coma após ser agredida no rosto e ex-marido é o suspeito

Nadyenka Castro

Ela já tinha denunciado ele por ameaça

Bloco de concreto usado nas agressões à jovem de 18 anos. (Foto: Antonio Carlos Ferrari)Bloco de concreto usado nas agressões à jovem de 18 anos. (Foto: Antonio Carlos Ferrari)

Uma jovem de 18 anos está em coma devido às agressões sofridas na madrugada deste domingo, em Itaporã, município que fica a 227 quilômetros de Campo Grande. O principal suspeito do crime é o ex-marido.

Ela foi agredida no rosto com um bloco de concreto de aproximadamente 20 centímetros e foi encontrada abandonada em um matagal. Próxima ao bloco havia uma grande poça de sangue.

A vítima foi socorrida em coma e com graves ferimentos no rosto. Ela foi levada para o hospital do município, mas, devido à gravidade do caso, foi transferida para o Hospital Vida, em Dourados.

Suspeito- O ex-marido da jovem, Adriano Gomes da Costa, o “Gordinho” é apontado como o autor do crime.

Segundo familiares, ele não aceitava o fim do relacionamento. Eles foram vistos saindo juntos de uma festa, horas antes dela ter sido encontrada ferida.

No último dia 5, a vítima denunciou à Polícia que estava sendo ameaçada de morte por Adriano.

Ele tem várias passagens pela Polícia, desde 2009, por homicídio doloso (com intenção de matar) e lesão corporal dolosa.

Prisão- Em janeiro deste ano o Ministério Público Estadual pediu a prisão de Adriano pelo crime de lesão corporal dolosa.

O juiz Adriano da Rosa Bastos negou. Em seu despacho alegou que o acusado é primário e portador de bons antecedentes, o que não provoca nenhum prejuízo à ordem pública.

(Colaborou Antonio Carlos Ferrari)

Homem tem pescoço cortado e é encontrado morto em rodoviária
Diones Luiz Pedrosa Farias, 21, foi encontrado morto com o pescoço cortado com uma faca, na rodoviária de Amambai, distante 366 km de Campo Grande, n...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



sou advogado criminalista há mais de trinta anos no foro desta capital, nunca vi tamanha aberração, se o individuo já cometeu crime de homicidio doloso ( teve a intensão e assumiu o risco), além de lesão corporal dolosa, segundo consta da reportagem, ainda o juiz alega que esse cara é primário, pelo amor de deus (sem comentários)
 
periperis rodrigues do prado em 18/04/2011 12:13:44
E agora quem vai ser resonsabilizado? O Estado? O juiz? Essa coitada está em coma por negligencia de alguém. Se o promotor pediu a prisão do individuo, é porque ele apresentava perigo à moça. Nossas autoridades se esquecem de que a proteçã opara else é diferenciada, mesmo pagando os mesmos impostos que o cidadão comum. Se um Juiz ou autoridade quiser, tem seguranças pagas por nós 24 hrs em frente à sua residência, a população não, tem que morrer ou ficar em coma para ter alguma proteção. E agora? só prende o agressor? Ele vai pagar atrás das grades e tá pronto, a lei foi cumprida.
 
Kamél El Kadri em 18/04/2011 07:46:47
Ohhhhhhh Dotô, e se fosse a sua filha? o Sr agiria da mesma forma? pare e pense um pouco....
 
maria luiza pessoa em 17/04/2011 12:22:57
ISSO É O BRASIL MINHA GENTE!!!!
 
claudia em 17/04/2011 12:11:12
Não sou advogado, nem entendo muito de Leis, muito menos da aplicação delas.

O que eu sei é que o juiz, em muitos casos, tem de INTERPRETAR a lei para aplicá-la. Ou seja, o magistrado NÃO é obrigado, pela Lei, a soltar um assassino em pontencial, só porque ele ainda NÃO matou ninguém ou porque SÓ matou um e, por isso, é primário.

Acontece que, pelo que parece, na maioria dos casos, os juízes, atarefados que são (e não estou com ironia, realmente trabalham muito) não enxergam além da letra da Lei, não veem a periculosidade do indivíduo, soltando-o, fatalmente, pra cometor outra atrocidade.

Esse cara era pra estar preso, de acordo com a Lei. Ninguém iria reclamar se ele estivesse atrás das grades. Pra que soltá-lo?!

O mesmo digo em relação ao 'estuprador da UFMS', que já estava ou esteve condenado e NÃO precisava estar solto. Bastava pra isso NÃO cumprir as leis que regem o regime de progressão de penas e CUMPRIR a lei do cumprimento integral da condenção inicial.

Na minha opinião (que não vale nada, por certo), os magistrados precisam ser mais rigorosos na hora de avaliar a progressão de regime dos presos. Evitar-se-ia, com isso, que muitos criminosos voltem a circular livres no meio da sociedade, dos cidadãos de bem.
 
Arthur Donavann em 17/04/2011 12:06:28
Ooo povo ignorante!!! Se o cara estava solto não é culpa do Juiz e sim dessa legislação mal feita por esses deputados ignorantes!!! Quando vcs vendem seus votos para elegerem esses inúteis, estão contribuindo para que esse tipo de atitude aconteça. Vão estudar!!!
 
Caio Filho em 17/04/2011 11:44:27
a Justiça a cada dia se mostra mais longe das necessidades dos cidadãos.
com certeza esse juiz não vive perto do dia a dia daquele município.
pena que só podemos contar com JUSTIÇA DIVINA que as vezes tarda mas
não falha.
pobre moça, pobre juiz, pobre país.
 
jose roberto m. alves em 17/04/2011 11:33:53
Até cometer algum crime, todo cidadão é réu primário o quê não deveria atenuar em nada a situação. Para esta jovem que está em coma e para a família, isso pouco importa... com certeza, só estão torcendo para ter de volta e com saúde seu familiar.
O quê está faltando no Brasil, e em caráter de urgência, é uma revisão do Código Penal. Infelizmente há inúmeras brechas na legislação e muita interpretação equivocada e isso acaba deixando muitos criminosos perigosos soltos entre nós. Os crimes estão se modificando e nossa Lei continua presa nos tempos do "epa".
 
Gladis Caramalac em 17/04/2011 11:19:40
O dotô Rosa mandou soltar o Gordinho porque ACHAVA que não representava perigo a sociedade.Com base em que laudo,hein dotô? Por acaso a moça vitima de tentativa de homicidio,não faz parte da sociedade? Será que a consciencia do dotô Rosa não dói? A da pobre moça dói tanto que ela está em coma com a raivosa "concretada" dada pelo Gordinho.Tadinha da vitima,jovem e na flor da idade, foi vitima de um ato insano de juiz bonzinho e despreparado, e de um maniaco feio,gordo,cruel e agora, assassino.Com bons antecedentes e primario,despacho do dr.Rosa,o Gordão vai responder o crime em liberdade.Quem sabe daqui há 5 anos,se for condenado, sai sua sentença... que já haverá de prescrever!!! Ah,fosse eu o pai dessa moça!!!
 
samuel gomes-Campo Grande em 17/04/2011 11:18:53
ele tinha alguma pensão atrasada ou estava com peixe no carro ou matou algum animal.............acorde minha gente cade vez mais a justiça não serve pra nada,vc tendo dinheiro, vingindo ser bonzinho vc esta livre pra fazer o que vc quiser de novo..............e o brasil........
 
margarida alves sandim em 17/04/2011 11:00:40
A justiça no Brasil é uma vergonha!!! Muita coisa poderia ser evitada se o rigor da lei fosse utilizado com eficiência.
 
Beatriz Souza em 17/04/2011 10:54:42
será que se acontecer algo pior com a moça que esta internada esse juiz se responsabilizar´????acho íncrivel, eles esperam primeiro acontecer o pior para depois tomarem as providencias cabiveis......
 
anny paula frança torres em 17/04/2011 10:33:43
Os juízes, que liberam esse tipo de criminoso, alegando "sem antecedentes", deveriam ser processados e condenados como co-autores.
 
Jandira Silva em 17/04/2011 10:19:44
"Ele tem várias passagens pela Polícia, desde 2009, por homicídio doloso (com intenção de matar) e lesão corporal dolosa."

"é primário e portador de bons antecedentes,"

acho que meus valores estão errados!!

vai entender a "justiça".
 
Marcio Brunholi em 17/04/2011 09:51:24
Para o Samuel Gomes e para os outros... Vai estudar um pouco... o acusado não estava preso, ele estava solto, então o juiz não mandou soltar ninguém, seu ... Como mandar soltar alguém que já está solto? A culpa de tudo isto é do Código de Processo Penal e também da jurisprudência do STF e do STJ.
 
Anderson Barbosa Paim em 17/04/2011 07:31:42
Pessoal o juiz agiu daquela forma em janeiro deste ano e em virtude do crime de ameaça , Nada a ver com o fato novo.
 
nilson franco de oliveira em 17/04/2011 05:45:30
Pois é, minha gente, mas se por acaso um parente da moça resolver fazer a antiga "justiça do Mato Grosso", resolvendo tudo na bala, ai sim o juíz nem vai querer saber se é primário, vai tratar como bandido!
 
Helade Dornelesh em 17/04/2011 05:24:32
a Justiça não tem culpa Ooo povo ignorante!!! E sim essa legislação ultrapassada feita por estes deputados ignorantes!!! Quando vcs vendem seus votos para elegerem esses inúteis, estão contribuindo para que esse tipo de atitude aconteça. Vão estudar!!!
 
aparecido soares em 17/04/2011 02:34:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions