A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

15/08/2015 11:01

Juiz bloqueia dinheiro do Grupo Bertin para pagar funcionários de usina

A pedido do Ministério Público do Trabalho, magistrado determinou bloqueio de R$ 3,6 milhões das contas do Bertin para pagamento de salários de junho e julho

Helio de Freitas, de Dourados
Usina Infinity Bio-Energy, em Naviraí; juiz do Trabalho determinou bloqueio de dinheiro do Bertin para pagar funcionários (Foto: Orisvaldo Sales)Usina Infinity Bio-Energy, em Naviraí; juiz do Trabalho determinou bloqueio de dinheiro do Bertin para pagar funcionários (Foto: Orisvaldo Sales)

O juiz da Vara do Trabalho Leonardo Ely determinou o bloqueio de R$ 3,6 milhões das contas bancárias do grupo econômico Bertin para garantir o pagamento dos salários de junho e julho dos funcionários da usina Infinity Bio-Energy, localizada em Naviraí, a 366 km de Campo Grande. A solicitação foi feita pelo MPT (Ministério Público Trabalho).

Veja Mais
Em crise, usina atrasa salário de 900 trabalhadores e deixa 230 sem acerto
Após 10 km de congestionamento, funcionários de usina liberam rodovia

Pelo menos 900 trabalhadores estão há dois meses sem receber salários e enfrentam dificuldades até para o sustento da família. O Bertin é um conglomerado de empresas nas áreas de energia, infraestrutura, alimentação, equipamentos de proteção, agronegócio e hotelaria. Possui 35 mil funcionários em todo o país.

Há dez dias os funcionários da empresa bloquearam a BR-163, pela segunda vez em menos de um mês, para protestar contra o atraso nos salários e falta de pagamento das rescisões trabalhistas de 230 trabalhadores demitidos nos últimos meses.

Lavouras de cana – Na decisão, do dia 5 deste mês, o juiz também determinou a indisponibilidade de todas as lavouras de cana-de-açúcar plantadas pela usina no município de Naviraí e região e a indisponibilidade parcial, para impedir a venda a terceiros, da Chácara Cooperclub, também em Naviraí, pertencentes às duas empresas que são donas da usina – a Infinity Agrícola S.A e a Usina Naviraí S.A.

O objetivo do bloqueio das lavouras de cana é para garantir que o dinheiro proveniente da venda seja destinado ao pagamento dos salários dos trabalhadores.

O Campo Grande News apurou que a ordem de bloqueio cautelar de numerários existentes nas contas correntes e aplicações financeiras das empresas do grupo econômico Bertin foi determinada porque as contas da Infinity e da Usina Naviraí estão zeradas. As duas empresas estão em recuperação judicial desde 2009.

Calamidade pública – “O atraso nos salários tem gerado uma situação de calamidade pública no município de Naviraí. A falta de pagamento tem provocado prejuízos irreversíveis à vida dos integrantes das famílias dos trabalhadores da empresa, muitos dos quais possuem nos salários as únicas fontes de renda familiar”, afirmou o juiz do Trabalho na decisão de antecipação de tutela que determinou o bloqueio.

Leonardo Ely citou também as campanhas que vêm sendo feitas na cidade para ajudar os trabalhadores da usina a sustentarem suas famílias. Na semana passada, 650 cestas básicas foram arrecadadas pelo sindicato dos trabalhadores e doadas aos empregados da usina.

“Há necessidade da adoção de providências cautelares que sejam efetivamente fortes, tempestivas e capazes de desfazer esse quadro humilhante para restabelecer a dignidade do trabalhador a um patamar mínimo que garanta o direito à sobrevivência de sua família, sem depender da generosidade da sociedade de Naviraí”, afirmou o juiz.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions