A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

03/08/2015 15:30

Juiz federal determina despejo em mais uma área ocupada por índios

Despejo expedido pela Justiça Federal de Dourados é contra 50 famílias guarani-kaiowá que vivem em 30 hectares

Helio de Freitas

Mais 50 famílias de índios guarani-kaiowá podem ser despejadas a qualquer momento de uma área de 30 hectares localizada no município de Caarapó, a 283 km de Campo Grande. De acordo com o Cimi (Conselho Indigenista Missionário), a ordem de reintegração de posse foi determinada pelo juiz Fábio Kaiut Nunes, da Justiça Federal em Dourados.

Veja Mais
Juiz federal media negociação entre fazendeiros e índios em área ocupada
Invasão de três fazendas tem 500 índios e pecuarista tenta tirar gado

O Cimi cita que o magistrado é o mesmo que determinou outras três reintegrações, com prazo de execução em andamento – Apika’i em Dourados, Tey Juçu e Pindoroky, essas duas em Caarapó. Segundo a entidade ligada à igreja católica, na mira de Kaiut estão cerca de 200 famílias indígenas.

Ainda de acordo com o Cimi, a Funai (Fundação Nacional do Índio) entrou com recurso contra o despejo no TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, em São Paulo, e aguarda decisão. Na semana passada um oficial de justiça esteve na área ocupada para fazer um levantamento de quantos índios estão no local.

Citando a equipe que mantém no local, o Cimi afirma que os índios prometem não sair da área, que fica entre plantações de cana. Conforme a entidade, a ocupação, ocorrida em agosto de 2014, foi organizada e executada majoritariamente por mulheres, “mães e avós cansadas da situação de miséria e violência”.




JUSTIÇA JÁ!! CHEGA DE IMPUNIDADE!! MAIS MORO E MENOS FORO!
 
monica em 03/08/2015 15:45:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions