A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

28/09/2012 15:17

Juíza apura "supostas irregularidades" em Ponta Porã

Nicholas Vasconcelos
Operação apreendeu documentos na Prefeitura de Ponta Porã e investiga supostas irregularidades nas eleições. (Foto: Mercosul News)Operação apreendeu documentos na Prefeitura de Ponta Porã e investiga supostas irregularidades nas eleições. (Foto: Mercosul News)

A juíza da 52ª Zona Eleitoral, Liliana de Oliveira Monteiro, disse que a apreensão de documentos da Prefeitura de Ponta Porã nesta sexta-feira (28) tem o objetivo de apurar eventuais irregularidades na administração municipal. De acordo com a juíza, no momento não é possível divulgar o teor da denúncia para não atrapalhar o andamento das investigações da Justiça e Ministério Público.

Veja Mais
Alvo de apreensões, Prefeitura de Ponta Porã diz que funcionamento é normal
Justiça Eleitoral apreende papéis na prefeitura de Ponta Porã

“Daqui a 15 dias, depois de colhermos mais informações e pronunciamento da defesa, a Justiça pode se pronunciar”, afirmou Liliana.

A operação apreendeu documentos na Secretaria de Fazenda do município e teria relação com a produtora que faz campanha do candidato a prefeito Hélio Peluffo (PSDB), do partido do atual prefeito, Flávio Kayatt (PSDB).

Três agendas da PF (Polícia Federal) auxiliaram no cumprimento dos mandados na Prefeitura e no escritório da produtora. A suspeita é de que as despesas dos profissionais que trabalham na campanha estejam sendo pagas pela atual administração.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Ponta Porã , que informou que uma nota sobre a operação deve ser publicada ainda hoje.

Alvo de apreensões, Prefeitura de Ponta Porã diz que funcionamento é normal
O MPE (Ministério Público Estadual) está neste momento fazendo buscas e apreendendo documentos na Secretaria de Fazenda de Ponta Porã. A ação é em cu...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions