A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2017

19/08/2015 10:43

Júri de ex-vereador que matou irmão em 2007 lota Câmara Municipal

Viviane Oliveira
Juri de ex-vereador lotou a Câmara Municipal da cidade. (Foto: Mauro Marques/FM Vitória) Juri de ex-vereador lotou a Câmara Municipal da cidade. (Foto: Mauro Marques/FM Vitória)

Cerca de 50 pessoas acompanham nesta manhã na Câmara Municipal de Terenos, distante 25 quilômetros de Campo Grande, o júri do ex-vereador Hélio Locks e de Milton de Souza Brito. Hélio é acusado de ter matado há 8 anos o irmão Sérgio Locks. O plenário está lotado, mas o clima segue tranquilo, conforme informação de uma funcionária da casa. 

Veja Mais
Pedreiro é executado a tiros ao chegar para trabalhar em construção
Ao tentar esconder celular, preso fica com braço entalado em ralo por 7 horas

O crime aconteceu em julho de 2007, na Fazenda Santa Rosa, na zona rural do município de Terenos. Sérgio foi atingido por quatro tiros de rifle, calibre 22. A vítima foi atingida por um disparo na perna e três na clavícula esquerda. Na época o caso ganhou repercussão, porque Hélio era vereador na cidade. Já Sérgio, morava em Blumenau (SC) e estava passeando em Mato Grosso do Sul.

Conforme a denúncia do Ministério Público, Hélio levou a vítima até uma mata de difícil acesso com o pretexto de caçar animais silvestres. No local, ele esperou o irmão subir em uma árvores para efetuar os disparos.

O primeiro tiro atingiu a coxa direita de Sérgio, fazendo com que despencasse da árvore. Em seguida, foi alvejado com mais quatro disparos, sem que houvesse qualquer possibilidade de defesa.

Conforme a sentença, depois de matar o irmão, Hélio foi até a cidade e de lá telefonou para Milton pedindo, que acompanhado de José Itamar da Cruz, fosse ao local do crime e de lá retirasse a arma usada na execução.

Durante a investigação do caso, o paradeiro da arma foi descoberto e a perícia concluiu que os projéteis encontrados no corpo da vítima saíram do rifle, que pertencia a Hélio. A sessão do Tribunal do Júri será presidida pelo juiz Marco Antônio Montagnana Morais. 

Chuva refresca, mas calor em Porto Murtinho continua acima dos 37°C
A chuva que atingiu Porto Murtinho - distante 431 km de Campo Grande, no início da semana aliviou a onda de calor na cidade. Entre segunda e terça-fe...
Homem é flagrado tentando fugir pelo telhado após furtar mercado
Um homem de 35 anos foi preso em flagrante tentando fugir pelo telhado de um mercado após furtar alimentos. O caso aconteceu às 04h15 desta quarta-fe...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions