A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

17/07/2014 08:24

Justiça decreta prisão de 2 suspeitos de estupro e morte de menina

Bruno Chaves
Arlindo Freitas Ramires, 28 anos (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)Arlindo Freitas Ramires, 28 anos (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)
Rosimar Viega, 18 anos (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)Rosimar Viega, 18 anos (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)

As prisões preventivas de Arlindo Freitas Ramires, 28 anos, e de Rosimar Viega, 18, suspeitos de participar do estupro e assassinato da índia Micheli Gonçalves Benites, 12, foram decretadas pela Justiça no final da tarde de ontem (16). O crime ocorreu no dia 5 de julho, em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande, e o corpo da vítima só foi encontrado cinco dias depois, em um milharal da região da Aldeia Bororó.

Veja Mais
Polícia aguarda que Justiça decrete prisão de 2 suspeitos de matar menina
Adolescentes envolvidos em morte de menina são transferidos para Unei

Os dois já estavam detidos em uma delegacia da cidade para averiguação. Conforme o site Dourados News, além da dupla, outros quatro jovens de 15 anos foram apreendidos e encaminhados na terça-feira (15) para a Unei (Unidade Educacional de Internação) Laranja Doce.

O crime segue em investigação comandada pelo delegado do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil, Adilson Stiguivitis, que terá 30 dias para concluir o inquérito e representar contra o grupo.

Crime – Micheli foi estuprada e depois morta na noite do dia 5 de julho, em uma plantação de milho, próximo a aldeia Bororó. O corpo da jovem foi encontrado na quinta-feira passada (10) em avançado estado de decomposição.

Segundo os envolvidos, eles encontraram a vítima em uma estrada vicinal e após a negativa dela em manter relação sexual com um dos suspeitos, o grupo resolveu estupra-la e depois a matar, para que não fossem identificados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions