A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

30/07/2015 08:42

Justiça destina R$ 150 mil de acordos judiciais para melhorias em clínica

Liana Feitosa

A Vara do Trabalho de Bataguassu, cidade a 335 quilômetros de Campo Grande, destinou R$ 150 mil para a criação de um Centro de Reabilitação em Fisioterapia na cidade, que vai oferecer atendimento especializado para pacientes com deficiência e trabalhadores com doenças ocupacionais ou que sofreram acidente.

Veja Mais
Trecho da BR-163 é liberado após um mês de obras de recuperção
Desmoronamento afeta único acesso pavimentado a município de MS

O investimento é resultado de acordos judiciais em ações civis públicas movidas pelo Ministério Público do Trabalho contra duas empresas. Um dos acordos foi firmado com a Regina Indústria e Comércio S/A, em 2014, que foi penalizada a pagar R$ 350 mil por descumprir alguns direitos trabalhistas.

O local, que já está em funcionamento, conta com quatro fisioterapeutas que atendem cerca de 60 pacientes por dia. No entanto, com a liberação dos recursos, equipamentos como bicicleta ergométrica, aparelho de multicorrentes, ultrassom, aparelho de ondas curtas, tatame e aparelho de movimento passivo serão comprados.

Além disso, o centro ganhará melhorias, até que a sede própria seja construída. Segundo a secretária municipal de Saúde, Maria Angélica Benetasso, a previsão é que o local esteja funcionando em no máximo dois meses. “A demanda por serviços de fisioterapia no município aumentou muito e hoje nós não temos um espaço adequado para o trabalho", afirmou.

Outros acordos - Neste mês, outros repasses foram feitos ao município pela Justiça do Trabalho. Um acordo judicial com a Marfrig Alimentos garantiu a aquisição de um barco com motor, caminhonete 4x4 e outros equipamentos para o Comando do Corpo de Bombeiros de Bataguassu. Ao todo, foram destinados R$ 500 mil.

A ação civil pública resultou em acordos por causa de um acidente ocorrido em 31 de janeiro de 2012, na sede do curtume da Marfrig em Bataguassu, quando um vazamento de gás matou quatro trabalhadores e deixou 16 feridos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions