A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

16/06/2015 20:09

Justiça determina a vereador devolução de R$ 324 mil aos cofres do município

Renata Volpe Haddad
Vereador terá que devolver mais de R$ 324 mil aos cofres do município. (Foto: Divulgação/Câmara Municipal)Vereador terá que devolver mais de R$ 324 mil aos cofres do município. (Foto: Divulgação/Câmara Municipal)

Ficou determinado pelo Conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, Iran Coelho, a devolução de R$ 324.356,24 aos cofres do município de Água Clara, distante 198 km de Campo Grande. O vereador Valdeir Pedro de Carvalho (PDT), presidente da Casa de Leis do município, recebeu diárias sem comprovação de realização.

Veja Mais
Pistoleiro executa morador em acerto de tráfico de drogas na fronteira
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS

Com relação ao processo, o conselheiro analisou hoje e apontou como irregulares e ilegais os procedimentos administrativos praticados no âmbito das contas da Câmara Municipal de Água Clara no período de janeiro a dezembro de 2012. No total foram impugnadas despesas irregulares que deverão ser repassados aos cofres do município pelo vereador.

A análise do processo ocorreu de 02 de janeiro de 2012 até 31 de dezembro de 2012 e apurou que foi repassado ao vereador, diárias concedidas durante o recesso parlamentar no valor de R$ 77,6 mil; pagamento de subsídio ao maior dos vereadores no valor de R$ 246.756,24; alguns bens não possuem etiquetas e não foram emitidos os Termos de Responsabilidades dos bens.

Segundo o relatório, receberam subsídios de R$ 27.417,00 os vereadores Izaias Rodrigues, Marineide Queiroz Lino,Enedino Geraldo dos Santos, Luiz Cláudio Siena, Valdeir Pedro de Carvalho, Nivalmido da Rocha Ribeiro, Ricardo Faustino da Silva, Silas José da Silva, e Vicente Amaro de Souza Neto, totalizando R$ 246,7 mil.

Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...
Hospital Universitário de Dourados alerta para golpe do falso médico
Falso médico estaria agindo em nome do HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) e nesta segunda-feira entrou em co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions