A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

01/12/2011 12:44

Justiça decretou prisão de suspeito de ataque a índios por 5 dias

Marta Ferreira
Acampamento recebeu mais pessoas após ataque em que liderança desapareceu. (Foto: João Garrigó)Acampamento recebeu mais pessoas após ataque em que liderança desapareceu. (Foto: João Garrigó)

Estão com a prisão temporária decretada por 5 dias o três suspeitos presos por envolvimento no ataque a um acampamento indígena em Aral Moreira, ocorrido no dia 18 de novembro, quando o índio Nísio Gomes, de 59 anos, desapareceu. O mandado foi cumprido na terça-feira.

Veja Mais
Ônibus colide em carro, arranca duas árvores e só para ao bater em muro
Dois homens são presos por suspeita de estupro de adolescentes

A Polícia Federal não informa a identidade dos presos, nem detalha o tipo de suspeita que recai sobre eles. Ontem, chegaram a surgir boatos de que além das prisões, haviam sido apreendidas camionetes usadas para o ataque aos índios, mas essa informação foi negada.

O prazo das prisões vence no sábado e a PF não informou se vai ser pedida a prorrogaão.

A investigação- Apesar do relato de índios de que Nisio foi executado pelos pistoleiros que invadiram o acampam ento, a PF o considera desaparecido, embora não descarte a hipótese de homicídio

De acordo com a corporação, diligências estão sendo feitas para identificar e prender outros suspeitos e, principalmente, os mandantes do ataque. No acampamento, foram encontradas balas de borracha, que normalmente são usadas para contenção de tumultos.

Os laudos do local e da perífica científica, que inclui exames de DNA no sangue encontrado no local, ainda não foram concluídos. O primeiro está a cargo da Polícia Civil e o segundo da Polícia Federal em Brasília.

Dois índios que estavam no local com Nisio Gomes estão sob proteção policial. Segundo a PF, só eles presenciaram o ataque. Isso destoa do relato inicial, de que vários índios presenciaram pistoleiros entrando no acampamento.

Após o ataque, a quantidade de índios no local aumentou e o acampamento passou a ter proteção da Força Nacional de Segurança. A área, pertencente à fazenda Nova Aurora, está em fase de estudo para ser demarcada como terra indígena.

Dois homens são presos por suspeita de estupro de adolescentes
Dois homens foram presos por estupro de vulnerável em Laguna Carapã, 287 km de Campo Grande. Eles têm 28 e 24 anos e teriam tido relação sexual com a...
Dupla armada invade madeireira e rouba dinheiro do pagamento de funcionários
Dois homens armados invadiram uma madeireira e roubaram R$ 15 mil por volta das 15h30 de ontem (9) no Distrito Industrial de Dourados - distante 233 ...
Homem tem carro roubado por assaltantes armados na MS- 289
Assaltantes armados renderam o condutor de um veículo modelo Vectra e roubaram o carro por volta das 23h desta sexta-feira (9) na MS-289, em Amambai ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions