A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

18/11/2014 14:17

Justiça manda mulher pagar R$ 5 mil a policial militar por ofensa e desacato

Viviane Oliveira

Uma mulher presa em uma ocorrência há pouco mais de 2 anos foi condenada pela Justiça a pagar R$ 5 mil ao policial que deu voz de prisão a ela por desacato.

Veja Mais
Clima é tranquilo em escola que será aplicado Enem para 488 alunos
Menino estuprado por dois adolescentes deve ter alta neste sábado

A sentença foi publicada ontem (17) pelo juiz de Bataguassu, onde aconteceu o episódio. O magistrado entendeu que Rosângela Batista Cristiano Ribeiro ofendeu o sargento Timóteo Álvares Dias.

A sentença também informa que a mulher depreciou sua condição de militar no exercício da função, situação que concretiza danos morais. A sentença ainda cabe recurso. Rosângela terá 15 dias para se manifestar sobre a condenação por danos morais em desfavor do sargento da Polícia Militar.

O caso – Os policiais foram atender uma ocorrência de briga de vizinho por causa da poda de uma árvore na Rua Boa Ventura, bairro Jardim Real, quando Rosângela começou a discutir com a vizinha que havia chamado a polícia. Ela dizia que a mulher não poderia fazer a poda, porque a árvore pertencia a ela. Tentando fazer as duas mulheres chegar a um acordo, o sargento foi desacatado por Rosângela.

O policial, então, deu voz de prisão a mulher, que reagiu, mas mesmo assim foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil do município. O caso ocorreu em setembro de 2012. A ocorrência gerou uma sindicância interna na Corporação da Polícia Militar, bem como, um processo na Justiça. Nos dois casos, o policial foi inocentado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions