A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

31/08/2012 19:10

Justiça manda professores da UFMS retomar aulas dos últimos semestres

Nadyenka Castro

Decisão foi a pedido do MPF e determina também retorno das disciplinas optativas

A pedido do MPF (Ministério Público Federal), a Justiça Federal determinou que os professores retomem as aulas nos últimos semestres dos cursos de graduação dos campus de Três Lagoas, Paranaíba e Chapadão do Sul.

A decisão em caráter liminar é desta sexta-feira e dá prazo de 72 horas, após intimação, para retorno das aulas. Professores e servidores serão convocados por edital.

A determinação inclui também disciplinas eletivas, opcionais, estágios supervisionados e defesas de monografias. O objetivo é assegurar a conclusão dos cursos dentro do calendário regular da universidade.

Na ação, o MPF reconhece como legítimo o direito de greve dos professores e servidores, mas enfatiza que ele deve ser compatível com o direito à educação dos estudantes, especialmente os do último ano da graduação, sujeitos a prejuízos irreversíveis em razão da greve.

Na decisão, a Justiça Federal reafirma o entendimento do MPF. "Mostra-se razoável, a medida de conciliação e harmonização dos interesses em conflito apresentada pelo MPF. Parte dos professores e servidores retorna às atividades necessárias para o restabelecimento das aulas e cumprimento do calendário universitário em relação aos alunos do último ano (dois últimos semestres) e, ao mesmo tempo, preserva-se a continuidade do movimento grevista com a paralisação dos demais períodos".

As aulas na UFMS estão paralisadas há 79 dias e não há previsão de término do movimento grevista.




Passou da hora desses professores que recebem seus salários com dinheiro do contribuinte voltarem a dar aulas. Ficam prejudicando os acadêmicos e querem ganhar muito. A justiça esta correta precisamos dar um basta nesta pouca vergonha.
 
Antônio Carlos em 31/08/2012 07:26:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions