A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

18/03/2013 17:40

Mais dois vão à cadeia por fraude no INSS e 11 tem prisão prorrogada

Nadyenka Castro

Mais duas pessoas foram presas pela PF (Polícia Federal) por suspeita de fraude no INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social). As prisões foram feitas nesse domingo (17) e são desdobramentos da operação Lavoro, que levou 12 à cadeia no último dia 14.

Veja Mais
Justiça manda soltar servidora presa durante operação da PF
PF caça 12 advogados, funcionários e sindicalistas por fraudes no INSS

Destes 12 que foram presos na semana passada, 11 continuam na cadeia e uma – funcionária do INSS – foi solta por determinação judicial -. Os demais tiveram a prisão temporária prorrogada.

Foram alvo da PF advogados, funcionários públicos do INSS de Naviraí, presidentes de três Sindicatos Rurais (Naviraí, Juti e Itaquiraí), agenciadores e funcionários de uma financeira. Além dos mandados de prisão, foram cumpridos também 29 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal, nas cidades de Naviraí, Campo Grande, Jutí, Itaquiraí, e em Umuarama, no Paraná.

De acordo com a PF, o grupo conseguia aposentadorias rurais para pessoas que nunca trabalharam no campo ou não possuíam o tempo necessário para fazer jus ao benefício.

Conseguida a aposentadoria, os integrantes do esquema faziam empréstimos consignados na financeira para o pronto pagamento dos envolvidos. Os investigados cobravam em média R$ 5 mil pela concessão de cada benefício.

Os envolvidos foram proibidos pela Justiça de patrocinar casos perante o INSS e tiveram o sequestro e bloqueio de todos os seus bens. Dois funcionários da previdência social foram afastados das funções. O prejuízo à Previdência Social soma R$ 3 milhões.

Justiça manda soltar servidora presa durante operação da PF
A Justiça mandou soltar a servidora pública Nayara Karine Salvador presa durante operação Lavoro (trabalho, em italiano) desencadeada pela Polícia Fe...
Carreta da Justiça realiza 368 atendimentos na terceira etapa do projeto
Em oito dias de atendimentos da Carreta da Justiça em Taquarussu - município localizado a 332 km de Campo Grande -, o projeto do TJ-MS (Tribunal de J...



Ainda dizem que e difícil haver fraude no INSS, enquanto isso trabalhadores honestos pagam a divida que cada dia que passa aumenta mais, e tem pessoas ainda que precisam receber o beneficio por mérito e não conseguem, por exemplo sofri acidente de trabalho e fiquei com a minha mão com certa perda e não consigo mais fazer força, e como na época não tinha conhecimento dos meus direitos não fui atras, logo apos comecei a estudar e tomei conhecimento dos meus direito resumindo hoje ja vai fazer 3 anos que esta na justiça e estou esperando o resultado do juiz, e ainda terei que pagar advogado particular. peço a Deus que um dia melhore a situação para os trabalhadores que sempre são enganados.
 
MISAEL MATOS SANTOS em 18/03/2013 21:09:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions