A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Janeiro de 2017

04/05/2012 08:18

Menina argentina sequestrada há oito anos é encontrada em Dourados

Francisco Júnior
Menina era mantida em carcere privado pelo próprio pai. (Foto: Hédio Fazan, do Dourados Agora)Menina era mantida em carcere privado pelo próprio pai. (Foto: Hédio Fazan, do Dourados Agora)

Uma menina de 10 anos sequestrada na Argentina foi encontrada no ano passado em um bairro de Dourados, porém o caso ganhou repercussão nesta semana. Ontem, o juiz substituto da Vara da Infância e Juventude de Dourados, Eduardo Machado Rocha, entregou a jovem para embaixada Argentina.

De acordo com o site Dourados Agora, a menina foi sequestrada pelo pai naquele país. A criança foi tirada dos braços da mãe em 2004 e viveu até o início do ano passado em cárcere privado com o pai, num bairro de Dourados. Ele é procurado pela polícia Argentina acusado de sequestro.

A história da menina começa a ser revelada quando no ano passado um vizinho denunciou ao Conselho Tutelar de Dourados que o pai mantinha uma criança em cárcere privado. O pai foi chamado à Delegacia da Mulher para esclarecer o caso. Desde então, a Vara da Infância não sabe o paradeiro do homem, que estaria foragido. Uma equipe do Conselho Tutelar esteve na casa e constatou o cárcere privado. A menina, na época com 9 anos, vivia num quarto isolada. Tinha apenas contato com o pai e não freqüentava a escola.

A criança foi levada para o Lar Ebenezer onde permaneceu até ontem. De acordo com a coordenadora da entidade, Cleire Santana, assim que a menina chegou, em março do ano passado, fez um desenho sobre onde morava no Paraguai. “Em seguida fomos para lá. Encontramos a família do pai da menina. Eles disseram que não a conheciam, talvez por medo. Diante disto, acreditamos que pai e filha passaram por várias cidades e países até chegar no Brasil. Creio que a cada suspeita de que podia ser descoberto pelo sequestro ele fugia com a menina”, destaca.

Segundo a coordenadora, a garota de 10 anos foi ilegalmente registrada no Brasil, após o registro original na Argentina, mas não possuía nenhum documento quando chegou ao Lar. Eles estariam com o pai, que continua foragido.

Ela respondeu que desejava conhecer a mãe. Eu disse que Noel morava pertinho do papai do céu e que era só ela pedir e ter fé. Uma semana depois fomos à igreja, no Jardim Água Boa, ela foi em público pedir a Deus que encontrasse sua mãe. Na mesma semana, como num passe de mágica, recebemos a ligação da mãe da menina, desesperada a procura dela”, conta.

Segundo Cleire, a mãe, que procurava a filha há anos também entrou em contato com a Delegacia da Mulher de Dourados, que buscou a direção do Lar. “Logo em seguida já estávamos em contato com o consulado da Argentina e com a embaixada daquele país. O juiz da Infância, Zaloar Murat Martins pediu o exame de DNA. O material da mãe foi coletado na Argentina e trazido para o Brasil, via embaixada. Em 15 dias foi comprovada a maternidade”, disse, observando que o registro brasileiro já foi cancelado e que a partir daquele momento ela já estava sob responsabilidade da embaixada.

A embaixadora da república Argentina, Maria Seane de Chiodi, diz que a criança passa a ter a sua disposição todo o atendimento necessário para voltar a viver com a mãe, como psicólogos, assistentes sociais e intérprete.

O reencontro entre mãe e filha, após 8 anos, está previsto para hoje.

Após discussão, homem é atingido por golpes de facão e fica em estado grave
José Cláudio dos Santos, 55, está internado em estado grave após ser esfaqueado diversas vezes com um facão. Os golpes foram desferidos por um conhec...
Indígena de 21 anos é assassinado com facada no peito em aldeia
Um indígena de 21 anos foi morto no início da noite desta sexta-feira (20) após ser atingido com uma facada no peito, na aldeia Amambai, em Amambai -...
Homem com facão faz três pessoas da mesma família como reféns em casa
Três pessoas foram feitas reféns em uma casa na rua Rio de Janeiro, Centro de Sidrolândia - cidade localizada a 71 km de Campo Grande -, na manhã des...
UEMS recebe a partir de segunda-feira congresso de pesquisadores negros
A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - recebe entre segunda-feira (23) e sáb...



Graças a coragem dos vizinhos de denunciar ao Conselho tutelar, competência da Justiça brasileira e ainda da evolução da ciência, que com o exame do DNA pode comprovar a sua origem e encontrar a sua mãe. Se deus tivesse se envolvido, nem sequestrada ela teria sido.
 
Luiz Carlos Barbosa de Castro em 05/05/2012 06:14:35
...que alegria...Deus esponde as nossas orações ela teve muita fé...que Deus a continue abençoando juntamente com sua mãe e familia...a esse "pai" que Deus faça justiça ele pode se esconder da justiça humana mas da de Deus jamais.
 
Ester Menacho em 04/05/2012 09:34:33
GRAÇAS A DEUS. ELE É MARAVILHOSO, NÃO DESAMPARA O AFLITO, QUE FINAL FELIZ, QUE DE AGORA EM DIANTE, ESSA MENINA POSSA RESGATAR TUDO QUE LHE FOI ROUBADO, O DIREITO A VIVER LIVRE, QUE DEUS CONTINUE A DERRAMAR AS BÊNÇÃOS EM SUA VIDA, FELICIDADES, DEUS SEJA LOUVADO...
 
maria lina em 04/05/2012 09:30:06
DEUS É FIEL .............
 
fernando azevedo em 04/05/2012 01:07:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions