A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2017

24/01/2011 16:39

Menina é encontrada amarrada com sinais de maus tratos em Itaporã

Jorge Almoas

A menor contou que era obrigada a trabalhar e estava com queimadura na perna

Menina tem hematomas por todo o corpo (Foto: Itaporã Hoje)Menina tem hematomas por todo o corpo (Foto: Itaporã Hoje)

Uma menina de 10 anos foi encontrada no domingo amarrada a uma cadeira com fita adesiva, com sinais de maus tratos, na área rural de Itaporã, município localizado a 227 quilômetros de Campo Grande. A menor contou que era obrigada a fazer trabalhos domésticos.

De acordo com o Dourados News, a menina foi encontrada depois de ligação feita à Polícia Militar. A menor estava amarrada a uma cadeira com fita adesiva e foi localizada na Pedreira Santa Maria, próxima a Reserva Indígena.

Os pais da criança chegaram ao local, mas negaram que tinha amarrado a menina, que foi encaminhada para o Hospital Municipal de Itaporã. Ela apresentava hematomas e uma grande queimadura na perna, provocada por óleo quente.

Na delegacia, ela contou que trabalha desde a madrugada em serviços domésticos, como cozinhar, lavar, passar e limpar a casa. As testemunhas que ligaram para a PM contaram que a mãe da menina compra produtos alimentícios e vende a preços superfaturados. Caso os indígenas não possam pagar, ela se apropria do cartão do Bolsa Família, para garantir o pagamento.

Na bolsa da mãe da menina foi encontrado um cartão em nome da indígena Silvana Ferreira de Araujo. A mulher, que não teve o nome divulgado, contou que vendeu um aparelho celular para Silvana e pegou o cartão para garantir o pagamento da dívida.

Homem que cumpria pena no semiaberto é executado a tiros; autor fugiu
Foi morto a tiros nesta segunda-feira (20) em Rio Negro - cidade localizada a 144 km de Campo Grande - Norimar Gastão Dutra Junior, de 28 anos. O cri...
Apresentações do projeto 'Um poeta na cidade' acontecem na quinta-feira
Caarapó - cidade localizada a 283 km de Campo Grande - recebe na próxima quinta-feira (23) o projeto "Um poeta na cidade", de Emanuel Marinho. O proj...



Tantas pessoas querendo tem filhos e não pode, em filas para adoção e essas mulheres que nem se pode chamar de mãe, por que não é, fazendo uma coisa dessa com um ser humano inocente, merece cadeia , pra qué que poem filho no mundo pra tortura como ela fez?
 
Renata Oliveira em 25/01/2011 10:16:56
Ainda bem que hoje as pessoas denunciam.
Eu com menos idades passei por coisa pior. Trabalhava da hora que acordava até a hora de dormir. Minha mãe só tinha tempo para fazer filhos eu comecei a "cuidar" dos meus irmãos desdes os cinco anos. Dava banho, imagina o banho e os ouvidos das crianças?? E qd eu deixava eles cairem eu apanhava feio. Tenho cicatrizes imensas pelo corpo e no coração.
 
fernanda pereira em 25/01/2011 08:51:44
Mãe jararaca...
 
josé rodrigues em 24/01/2011 11:37:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions