A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

30/10/2015 11:12

Milhares de pessoas acompanham velório e enterro de prefeito afastado

Viviane Oliveira
Cortejo segue em estrada vicinal até o cemitério. (Foto: João Carlos Velázquez / Bela Vista MS) Cortejo segue em estrada vicinal até o cemitério. (Foto: João Carlos Velázquez / Bela Vista MS)

Pelo menos 3 mil pessoas acompanharam velório e o enterro do prefeito afastado de Bela Vista, o médico Renato de Souza Rosa, 55 anos. O corpo começou a ser velado ontem (29), por volta das 15h na capela da Pax que fica na Rua General Soares da Rocha e foi enterrado hoje às 8h no Cemitério Municipal do Bairro Água Doce. O prefeito interino Douglas Gomes (PP) decretou luto oficial por três dias no município.

Veja Mais
Em carta com 40 páginas, prefeito reclama de perseguição política
Alvo de CPI e MPE, prefeito enviou mensagem de despedida para a família

Renato foi encontrado morto com um tiro no coração na manhã desta quinta-feira, no apartamento de uma das filhas,  na Rua Tenente Ari Rodrigues, em Jardim. Conforme o delegado, Alex Sandro Antônio, as investigações indicam que o prefeito afastado cometeu suicídio com uma pistola 9 milímetros, encontrada ao lado do corpo.

Além da arma, a polícia apreendeu o celular do médico, notebook, um HD e um bloco de bolso com anotações. Segundo o delegado, são cerca de 40 páginas que teriam sido escritas por Renato antes de morrer. O delegado não dá detalhes do que dizia a carta, em respeito à família, mas adiantou que nela há mensagem de despedida.

Vida política - Em agosto deste ano, Renato foi afastado por 180 dias por determinação da Justiça e ontem (29) deveria ser ouvido pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) crida pela Câmara de Vereadores, para apurar denúncia de improbidade administrativa.

Renato foi eleito em eleição suplementar em julho de 2013, com 4.863 votos. Ele nasceu em Bela Vista, foi vereador de 1997 a 2000. Em 2008 ficou como suplente e foi candidato a prefeito em 2012, mas acabou derrotado pelo por Abraão Zacarias (PMDB), cassado no ano seguinte por compra de votos. O parlamentar era médico, casado e deixa cinco filhos. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions