A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

20/10/2016 14:05

Militares da Marinha fazem força-tarefa para combater Aedes aegypti

Anny Malagolini
Equipe devem vistoriar terrenos e orientar moradores (Foto: Divulgação)Equipe devem vistoriar terrenos e orientar moradores (Foto: Divulgação)

Para combater o surgimento de novos casos de Dengue, Zika Vírus e Chikungunya, na época mais preocupante, que é o fim do ano- quando quase todos os dias combinam chuva e calor intenso -, a prefeitura de Ladário e Militares da Marinha deram início nesta semana a operação de prevenção ao mosquito Aedes Aegypti.

Veja Mais
CGU aponta má gestão de verba para combate à dengue; secretário nega
Dez meses após primeiro registro de zika, Capital monitora 431 grávidas

A cidade, de 21,1 mil habitantes, registrou neste ano 160 casos de Dengue. A incidência da doença é considera alta, apesar do número em comparação a Campo Grande, por exemplo, que teve mais de 27,7 mil notificações neste ano.

Ao todo, são 32 homens que atuam no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da três doenças. São cinco agentes de endemias, sete agentes comunitários de saúde e 20 militares da Marinha do Brasil, destacados pelo Comando do 6º Distrito Naval.

O secretário de Saúde do município, Cleber Colleone, explicou as equipes irão bater de porta em porta, para orientar os moradores sobre os riscos que o mosquito. “Já estamos entrando em um período que requer muita atenção, mesmo tendo os números controlados em relação ao Aedes Aegypti”, disse.

Ele ressaltou que para espantar o mosquito, é preciso manter os quintais limpos, sem objetos que possam acumular água – ambiente propício para a reprodução do mosquito. ,“A nossa equipe passará recolhendo os materiais, porém, cada morador é responsável por manter limpa sua casa e quintal. A prevenção ainda é o melhor remédio”, recomendou.

Capital – Campo Grande tem apresentado o maior número de notificações de dengue de Mato Grosso do Sul, são mais de 27 mil casos desde janeiro. O número é três vezes maior do que foi registrado no ano anterior, com 9.448 suspeitas.

Por dia, foram registrados em torno de 97 suspeitas de dengue em Campo Grande, totalizando 27.936 mil notificações de janeiro a outubro.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions