A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

15/09/2011 11:14

Ministério Público investiga intoxicação em família após consumo de leite

Paula Vitorino

Empresa já esteves envolvida em outras denúncias de irregularidades no leite, em 2008

O Ministério Público de Corumbá instaurou processo de investigação contra uma empresa fabricante de leite do tipo longa vida – de caixa – para averiguar denúncia de intoxicação após o consumo do produto.

De acordo com 5ª promotoria, uma mulher e sua filha, de 14 anos, foram parar no hospital após consumir o equivalente a uma xícara de leite, cada, no início deste mês. A consumidora disse que os sintomas foram instantâneos, logo após beber o leite.

Ela sentiu uma forte queimação na garganta e procurou o médico já sentindo náuseas, diarréia e forte dor de cabeça. A adolescente apresentou os mesmos sintomas.

Ainda segundo a promotoria, a mulher teve dificuldades para falar durante três dias, com muita tosse e irritação na garganta. O laudo médico das duas constatou intoxicação alimentar.

A menina contou ao MPE que preparou o leite com achocolatado, mas não gostou do sabor e acrescentou mais chocolate. Mas ainda assim achou o gosto estranho e esperou a mãe chegar em casa para experimentar o leite.

Em casa, a mãe tomou o leite com achocolatado e a princípio não notou diferença, devido ao disfarce do chocolate, mas logo após começou a sentir os sintomas de intoxicação.

Depois, ao checar o leite, ela notou que o líquido estava com cheiro forte e aparência estranha. A caixa de leite estragada foi comprada junto com o fardo de 12 embalagens, em um supermercado de Corumbá.

As consumidoras garantem que compraram o produto pouco tempo antes do consumo. A data de validade estava dentro do prazo.

De acordo com o MPE, todas as caixas de leite foram encaminhadas para perícia. A análise preliminar constatou que o leite ingerido está impróprio para consumo.

No entanto, apenas o laudo final irá apontar se o produto está contaminado por alguma bactéria e o que pode ter causado o problema. O resultado da perícia está previsto para sair em 10 dias.

Com o laudo, o Ministério Público vai apurar se a contaminação aconteceu na fabricação do leite, na distribuição ou armazenamento da caixa. Só então os responsáveis serão autuados pelo órgão.

A empresa responsável pela fabricação do leite já foi notificada pelo MPE e informou que irá apurar a denúncia, como também a possível causa do problema.

A promotoria só irá divulgar a marca do leite após concluir a investigação. Mas o órgão informou que a mesma empresa já esteve envolvida em denúncias de irregularidades no leite, em 2008. A marca é distribuída em todo Mato Grosso do Sul e em outros estados.

O órgão ainda alerta outros consumidores a denunciar no caso de intoxicação também por leite, já que a investigação ainda pretende apurar se a contaminação do leite afetou todo o lote ou somente a caixa ingerida.

Cinco pessoas são atingidas por raio em colheita de cana e uma morre
Um trabalhador rural identificado como Abmael Fernandes dos Santos, de 30 anos, morreu na tarde desta quarta-feira (7) ao ser atingido por um raio en...
Autores de 'arrastão' são presos após perseguição de moto; veja o vídeo
"Desculpem os palavrões, mas há situações em que a gentileza não é prioridade". Assim a Getam (Grupamento Especial Tático de Motos) publicou nesta qu...



PESSOAL..POR QUE DIVULGAR A MARCA DO LEITE DEPOIS?
TEM QUE DIVULGAR O QUANTO ANTES,OU ESTÃO ESPERANDO ALGUÉM MORRER?
ISSO É SÉRIO!!!!!
 
cintia oliveira josé em 15/09/2011 11:59:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions