A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

23/10/2012 13:42

Morre no hospital adolescente linchado após matar irmão a pauladas

Elverson Cardozo

O adolescente suspeito de matar o irmão a golpes de pauladas, no dia 30 de setembro, em Três Lagoas, morreu neste sábado (20), no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, onde estava internado desde o dia 2 de outubro, após ser linchado por vizinhos.

Veja Mais
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai

O garoto, de 16 anos, foi internado em estado grave. Ele foi agredido no dia 2 de outubro, nas imediações da casa da vítima, localizada na rua Egídio Thomé, bairro Bela Vista.

Informações apuradas dão conta que ao ser visto no bairro, o rapaz foi cercado por aproximadamente seis pessoas que o agrediram com pedaços de madeira, tijolos e socos.

Crime – Na madrugada do dia de 30 de setembro, o corpo de Natanael Ramos, de 21 anos, foi encontrado em meio a galhos e pedaços de madeira no quintal da casa onde morava, no bairro Bela Vista, em Três Lagoas, município distante 338 quilômetros de Campo Grande.

Natanael foi morto com requintes de crueldade. Teve o rosto desfigurado a golpes de paulada e barra de ferro, além de ter os dedos cortados e a barriga queimada.

O principal suspeito do crime era o irmão dele, o adolescente de 16 anos que estava desaparecido desde o dia do crime. A polícia só teve informações do jovem quando ele foi parar no hospital, dois dias depois, quando foi espancado por vizinhos.

Segundo a polícia, o adolescente e o irmão vinham discutindo com frequência nos últimos dias.  O suspeito chegou a dizer para parentes que iria matar irmão, “fazendo um serviço bem feito”.

Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
A Sanesul e a prefeitura de Nova Alvorada do Sul - cidade localizada a 120 km de Campo Grande - terão que criar no município rede coletora e estação ...
Médico nega que tenha abandonado pacientes e diz que foi autorizado a sair
O médico Carlos José da Costa Duran, de 41 anos, nega que tenha abandonado o plantão no hospital e maternidade Idimaque Paes Ferreira, o único em Rio...



com tanta crueldade, não há como não temer as pessoas, pois nunca vamos saber o limite da maldade humana.
 
Thiago Mendes em 23/10/2012 15:27:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions