A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

29/08/2014 08:41

MPE denuncia mecânico por cinco homicídios e roubo de R$ 50 mil

Aline dos Santos
Edson, de camiseta vermelha, confessou crime. (Foto: Marciel Arruda/Dourados Agora)Edson, de camiseta vermelha, confessou crime. (Foto: Marciel Arruda/Dourados Agora)

O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou o mecânico Edson da Silva, 34 anos, por cinco homicídios qualificados e um latrocínio. Ele também teria roubado R$ 50 mil da sogra, que morreu queimada.

Veja Mais
Três meses após crime, inquérito sobre incêndio com 6 mortes é concluído
Inquérito sobre incêndio criminoso que matou seis será concluído neste mês

Ele é acusado de ter provocado incêndio que resultou nas mortes de Rosângela dos Santos Arantes, 50 anos (sogra); Vanusa dos Santos Arantes,26 anos (esposa); Alessandro dos Santos Jeronimo, 18 anos (cunhado); Tiago Geronimo dos Santos, 10 anos (enteado); Sabrina dos Santos Silva, 4 anos (enteada); e Estephanie dos Santos Silva, 10 meses (filha).

O crime foi em 2 de maio deste ano, no Centro de Coronel Sapucaia. Conforme a denúncia, Edson da Silva golpeou as vitimas com uma viga de madeira, causando lesões que as mantiveram desacordadas, tornando impossível a defesa. Ele provocou o incêndio que ocasionou a morte das vítimas por asfixia.

O mecânico ainda é acusado de subtrair R$ 50 mil da sogra Rosângela dos Santos Arantes. A denúncia à justiça foi feita pelo promotor Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior, da comarca de Amambai. O réu está preso na PHAC (Penitenciária Harry Amorim Costa), em Dourados.

No dia do incêndio, Edson da Silva ficou conhecido por ser o único sobrevivente e declarou à imprensa não ter palavras para expressar sua dor. Depois, lançou suspeitas sobre o cunhado morto, que teria problemas de relacionamento com a família. A reviravolta veio em 10 de junho, quando foi preso após confessar o crime.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions