A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

14/09/2015 11:03

MPE quer que prefeitura desobstrua estradas usadas ilegalmente por fazendeiros

Liana Feitosa

O MPE/MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) deu cinco dias para o município de Anaurilândia, a 371 quilômetros de Campo Grande, tomar medidas judiciais com o objetivo de desobstruir estradas municipais que estão sendo obstruídas por construções ilegais executadas por fazendeiros.

A recomendação foi publicada no Diário Oficial do órgão desta segunda-feira (14). De acordo com o texto, foi constatado que, desde novembro de 2013, propriedades rurais que ficam perto do lago da UHE (Usina Hidrelétrica) Engenheiro Sérgio Motta estão bloqueando estradas municipais com a instalação de porteiras, e a prefeitura não tem adotado medidas cabíveis para impedir esse tipo de ação.

Para o MPE, a atuação da administração pública não prejudicar ou beneficiar pessoas determinadas, uma vez que o interesse público é o que deve nortear sempre seu comportamento.

Ilegalidade - Ou seja, no entendimento do órgão, esse princípio tem sido ignorado, já que a prefeitura tem permitido que particulares, de forma clandestina, ocupem áreas públicas em prejuízo da liberdade de locomoção da população local.

Diante disso, o texto da recomendação orienta que, em cinco dias, o prefeito da cidade, Vagner Alves Guirado (PR), promova medidas judiciais que levem à desobstrução das estradas. Em 10 dias, se preciso for, a prefeitura deverá exercer poder de polícia sobre os ruralistas que estão utilizando essas áreas irregularmente.

Depois da desobstrução das estradas municipais, o município ainda deverá realizar obras que possam garantir o trânsito dos que se utilizam da área.

"Fica a autoridade devidamente advertida que o descumprimento desta recomendação ensejará o ajuizamento de ação de improbidade administrativa por parte do órgão ministerial quanto à inobservância dos princípios administrativos da impessoalidade e ao dano ao erário", finaliza o texto.

O Campo Grande News tentou contato com o prefeito para que ele falasse sobre o caso, mas nenhuma das ligações foi atendida até o fechamento desta matéria.

Homem com facão faz três pessoas da mesma família como reféns em casa
Três pessoas foram feitas reféns em uma casa na rua Rio de Janeiro, Centro de Sidrolândia - cidade localizada a 71 km de Campo Grande -, na manhã des...
UEMS recebe a partir de segunda-feira congresso de pesquisadores negros
A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) de Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - recebe entre segunda-feira (23) e sáb...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions