A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

17/09/2015 09:52

Mulher aborta gêmeos após procurar maternidade e atendimento demorar

Caso ocorreu terça-feira no Hospital Universitário de Dourados; irmã de gestante diz que ela ficou esperando por seis horas, mas HU alega que paciente foi atendida uma hora após chegar ao local

Helio de Freitas, de Dourados
Hospital Universitário de Dourados, onde funciona a maternidade que atende moradores de 30 municípios da região (Foto: Eliel Oliveira)Hospital Universitário de Dourados, onde funciona a maternidade que atende moradores de 30 municípios da região (Foto: Eliel Oliveira)

A maternidade do HU (Hospital Universitário) de Dourados, a 233 km de Campo Grande, foi denunciada mais uma vez ao Conselho Municipal de Saúde por demora no atendimento a uma mulher, grávida de gêmeos. É terceiro caso em menos de sete dias. Na semana passada, duas gestantes perderam os bebês, supostamente por falta de atendimento na unidade.

Veja Mais
Conselho de Saúde denuncia mortes de bebês em maternidade do HU
Traficante é presa tentando levar maconha para 'boca de fumo' no Amapá

Familiares da gestante, que estava no quinto mês de gravidez de gêmeos, afirmam que mesmo sentindo dores ela ficou pelo menos seis horas esperando atendimento, na terça-feira (15). Quando foi atendida, os bebês estavam mortos e a mulher teve de passar por cirurgia para retirada dos fetos. O hospital nega a denúncia e diz que o atendimento foi feito cerca de uma hora após a paciente chegar ao local.

Conforme a denúncia encaminhada para o Conselho Municipal de Saúde, a paciente procurou a maternidade sentido dores abaixo do ventre. Francisca Lima, irmã a gestante, afirma que a mulher começou a sentir dores na manhã de terça. Procurou um posto de saúde e foi orientada a ficar de repouso. Como as dores continuavam, ela procurou a maternidade do HU.

Demora de seis horas – Francisca disse que chegou ao HU acompanhando a irmã por volta de 15h, mas a gestante só teria sido atendida perto de 21h. Quando foi atendida, o médico constatou que os bebês estavam mortos. A mulher foi submetida ao procedimento para retirada dos fetos e teve alta na manhã desta quarta.

Ao Campo Grande News, a presidente do Conselho de Saúde, Berenice Machado, disse que falou com familiares da mulher, que teriam relatado que as crianças também estavam com má formação. “A tia disse que viu os bebês e que eles eram perfeitos. Não consegui falar com os pais, pois estão muitos abalados”, disse ela.

HU nega demora – Em nota da assessoria, o HU negou a demora apontada pela irmã da paciente. Segundo o hospital, a mulher fez ficha no pronto atendimento obstétrico às 15h50 de terça-feira, reclamando de dores. O caso dela teria sido classificado como “risco azul” – quando o atendimento pode demorar mais de duas horas. “Ela foi atendida às 16h40, um tempo muito menor do que estava previsto na classificação de risco”, afirma a assessoria.

Sobre os fetos, o hospital informou que existe possibilidade de a morte ter ocorrido antes da paciente chegar à maternidade. Entretanto, o HU afirma que não tem como saber o horário da morte e nem o motivo, já que uma avaliação conclusiva das causas de óbito fetal só seria possível com serviço de verificação de óbito, que não existe em Dourados.

O hospital nega também que apenas um médico estava na maternidade, como foi denunciado ao conselho. Segundo a assessoria, três médicos plantonistas e dois residentes estavam no local na terça-feira.

Outros casos – Na semana passada, duas gestantes procuraram o Conselho de Saúde e acusaram a maternidade do HU de falta de atendimento. Nos dois casos os bebês morreram no ventre das mães.

Berenice Machado afirmou que mortes de fetos são constantes na maternidade do HU e chegou a defender a retomada do hospital por parte da prefeitura. Desde 2008 o HU é gerenciado pela UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

Marido agride mulher com garrafada e se tranca em casa com medo da polícia
Mulher de 42 anos foi agredida pelo marido com uma garrafada no sábado (3), após ser vista conversando com as amigas em sua casa em Dourados, distant...
Domingo é de redação no segundo dia de prova do Enem em Paranaíba
Candidatos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em Paranaíba, distante 422 quilômetros de Campo Grande, fazem neste domingo (4) as provas de reda...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions