A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Janeiro de 2017

06/05/2013 13:52

Mulher e três meninos de 15 anos são acusados de matar e torturar caminhoneiro

Viviane Oliveira
Delina acusada de planejar o roubo, e os adolescentes de executarem o crime. (Foto: Diário Online)Delina acusada de planejar o roubo, e os adolescentes de executarem o crime. (Foto: Diário Online)

Uma mulher foi presa e três adolescentes apreendidos acusados pelo assassinato do caminhoneiro Benedito Boze, de 55 anos, no último dia 30, em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande. 

Delina Pessoa Ares, de 18 anos, e três adolescentes, todos com 15 anos, são acusados de participação no crime. De acordo com a Polícia, Delina, que é garota de programa, arquitetou e planejou toda a ação. O 5º acusado, Gutemberg Daniel Grillo, de 19 anos, está foragido. 

O caminhoneiro foi morto com um tiro na sede de uma ONG (Organização Não Governamental) na rua Ricardo Franco esquina com a 1º de Abril. Ele estava nu e foi encontrado por duas jovens.

Segundo a Polícia, o crime aconteceu porque o caminhoneiro dizia que tinha dinheiro, que era proprietário de dois caminhões e uma moto nova e recebia muito bem.

De olho no dinheiro da vítima, Delina, que tinha fácil acesso a casa, pois fazia programa para Benedito, facilitou a entrada dos menores de idade na residência, no que resultou em roubo seguido de morte.

A mulher será indiciada por latrocínio e pode pegar até 30 anos de prisão em caso de condenação. A vítima, Benedito Boze, estava em regime semiaberto, após cumprir pena por crime sexual contra menores. 

O crime - Os menores são acusados de ter torturado e assassinado o caminhoneiro. Eles disseram a Polícia, que a vítima pagou para ver e acabou morrendo. 

Na madrugada de terça-feira, os três adolescentes surpreenderam Benedito. Ele foi amarrado e levou vários golpes de martelo na cabeça. O caminhoneiro tentou se defender, mas acabou morto com um tiro.

Os três já tinham passagem pela Unei (Unidade Educacional de Internação), por roubo. A moto da vítima foi levada para a Bolívia por Gutemberg, no mesmo dia do crime. Cada integrante do grupo receberia R$ 800 com a venda do veículo. (Com informações do site Diário Online)

Funcionário encontra 'tijolo' de maconha em banheiro de posto de combustíveis
Durante limpeza ao banheiro masculino de um posto de combustíveis em Chapadão do Sul - distante 321 km de Campo Grande o funcionário do local encontr...
Homem é flagrado tentando levar celular para a mulher em presídio
Durante visita neste domingo (22), um homem foi flagrado tentando entrar com um celular no Estabelecimento Penal Feminino de Ponta Porã, a 323 quilôm...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions