A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

31/07/2015 08:45

Mulher mata pitbull a pauladas para defender cachorro de agressão

Viviane Oliveira
Polícia foi chamada no local para atender a ocorrência. (Foto: TL Notícias) Polícia foi chamada no local para atender a ocorrência. (Foto: TL Notícias)

Para defender o cão de estimação, uma mulher de 43 anos é suspeita de matar um pitbull, de cor branca, a pauladas. O caso aconteceu na noite de ontem (30), na Rua Jorge Elias Seba, no Jardim Alvorada, em Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Corpo encontrado em rio é de trabalhador que desapareceu no domingo
Jovens são rendidos em frente de casa por dupla armada durante a madrugada

De acordo com boletim de ocorrência, os policiais foram até o local após denúncia de que um cachorro havia sido morto a tiros de espingarda. No local, testemunhas contaram que o pitbull sempre escapava e atacava os cachorros da vizinhança. A versão, inclusive, foi confirmada pelo dono do cachorro.

Ontem, aconteceu a mesma coisa e para defender um animal que estava sendo agredido, a mulher acabou matando o pitbull a pauladas. Depois da agressão, a suspeita colocou o bicho morto dentro de um saco e jogou no Rio Paraná. 

Porém, há denúncias de que o cachorro teria sido morto com uma espingarda cartucheira. No local não foi localizada nenhuma arma. A mulher afirma apenas ter agredido o cão a pauladas para defender seu animal de estimação.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) como praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, se ocorre morte do animal.

Jovens são rendidos em frente de casa por dupla armada durante a madrugada
Três jovens, todos com 21 anos, foram rendidos enquanto estavam em frente de casa por dois ladrões armados, que chegaram a pé. Eles foram obrigados a...
Embriagada e cansada de apanhar, mulher mata marido com facada
Embriagada e cansada de apanhar, Maria Aparecida Ortiz, 49, matou Luis Carlos Ajala, 41, com uma facada no braço direito. Ele perdeu muito sangue e v...



Esse animal é comprovadamente perigoso e quando ataca fica incontrolável.
Infelizmente, muitas pessoas ainda os mantém em casa como animais de estimação, mesmo sabendo do perigo que é ter este animal do seu lado, e muito pior, perigo para outras pessoas, principalmente crianças, indefesas diante de um eventual ataque.
E quando o "eventual" se torna realidade, é comum o/a proprietário/a do animal responder: foi um acidente!
Muitas mortes já ocorreram e muitas ainda vão ocorrer devido ao temperamento agressivo deste animal. A justiça cobra do responsável, mas quando ocorre morte, qual é o preço?
 
SeiQueNadaSei_CGRMS em 31/07/2015 10:06:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions