A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Janeiro de 2017

12/08/2011 11:55

Mulher que apanhava do ex-companheiro ganha indenização de R$ 10 mil em Miranda

Marta Ferreira

Decisão da Justiça em Miranda chamou atenção ao determinar que um homem acusado de violência contra a ex-companheira o pagamento de R$ 10 mil em indenização por danos morais. A sentença, do juiz Luiz Felipe Medeiros Vieira, foi dada no início do mês, em ação movida pela mulher agredida.

Em tempos de discussão sobre a Lei Maria da Penha, criada há 5 anos para proteger especialmente as mulheres, ele se utilizou de uma outra legislação para estabelecer a punição. A condenação teve como base o Código Civil, ao considerar que o réu praticou “atos de violência contra a autora durante a convivência do casal, causando-lhe dores, sofrimentos e aflições, em inquestionável ofensa moral”.

De acordo com os autos do processo, a mulher beneficiada pela decisão viveu 12 anos com o réu. Mãe de uma menina, ela testemunhou que dependia do marido e por isso suportou por anos agressões físicas e verbais, algumas delas registradas em boletins de ocorrência à Polícia Civil. O ex-companheiro negou as agressões.

O pedido de indenização inicial foi de R$ 100 mil. Houve uma tentativa de acordo, sem sucesso, e o juiz sentenciou favoravelmente à mulher, mas com

valor menor.

Na sentença, o juiz afirmou que existem provas de que a autora sofreu agressões físicas e verbais em boletins de ocorrência e laudos de exames de corpo de delito.

Apesar de o homem alegar que ela também o teria agredido, causando-lhe lesão em uma das mãos, para o magistrado ficou evidente a discrepância física entre os dois não indica que a agressão tenha partido dela e, se comprovado, vislumbra-se evidente que a ação foi no sentido de se defender.

Vizinhos acionam a polícia depois que mulher é agredida por esposo violento
Mulher de 29 anos teve de ser encaminhada a uma unidade de saúde devido as agressões do marido, 37, que a feriu no rosto durante uma discussão esta t...
Jovem é preso em flagrante depois de ter incendiado a casa da mãe
Jovem de 19 anos foi preso depois de ter incendiado a casa da própria mãe, 43, esta tarde (21) no Jardim Brasilândia em Dourados, cidade a 233 quilôm...
Homem é preso ao ser flagrado transportando 191 quilos de maconha
Hellington Sant Ana Mota, de 33 anos foi preso acusado de tráfico de drogas por transportar 191 quilos de maconha no porta-malas de um carro. O flagr...



Muito boa a decisão! Quando pesa no bolso, aí sim resolve. Tanto homens quanto mulheres que expõe o companheiro ao ridículo devem mesmo ser condenados a pagar indenização. Acho que este tipo de decisão é mais eficaz do que a Lei Maria da Penha. Já vi casos de o homem ser corno, agredido pela mulher e denunciado por violência doméstica...e o "coitado" foi preso. A Lei Maria da Penha foi uma ótima iniciativa contra a violência familiar, mas infelizmente abre uma brécha anorme para a injustiça e impunidade...veja bem, impunidade!!!!
 
Amanda Faria em 12/08/2011 02:14:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions