A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

01/08/2013 17:36

Mulher que atropelou duas crianças e uma idosa se apresenta à Polícia

Evelyn Souza

Maria Célia Aguero Gimenez da Silva, 38 anos negou ter consumido bebida alcoólica e disse que só fugiu do local do acidente, por medo de represálias.

Veja Mais
Mulher atropela crianças, mata uma e fere outra, e foge sem prestar socorro
PRF apreende 50 mil caixas de cigarros contrabandeados na BR-163

A paraguaia, naturalizada brasileira é acusada de atropelar duas crianças e uma idosa, no último dia 28, na Avenida Brasil, em Ponta Porã. Ela se apresentou à Polícia três dias após o crime, por isso não foi presa em flagrante e também não realizou o teste do bafômetro.

No dia do acidente, as crianças estavam com a avó, 61 anos, e foram atropeladas quando atravessavam a Avenida, pela faixa de pedestres.

Uma das crianças, Anderson Adão da Silva, 5 anos , não resistiu e morreu na hora. O irmão dele, Abner Adão de 7 anos e a avó, Aparecida Conceição Adão ficaram feridos, mas já receberam alta do hospital.

Testemunhas disseram que a condutora do veículo, estava em alta velocidade e sob efeito de álcool. Durante depoimento, ela negou ter ingerido bebida alcoólica e disse que atropelou as vítimas sem perceber. 

Segundo a Polícia, o carro em que Mária Célia estava, um Pálio está na delegacia e vai passar por perícia. A mulher pode ser indiciada por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. 

 

Mulher atropela crianças, mata uma e fere outra, e foge sem prestar socorro
Uma criança de cinco anos morreu vítima de atropelamento, na noite de ontem, no centro de Ponta Porã e outra da mesma idade está hospitalizada após p...
Corpo é encontrado boiando em rio e suspeita é de que seja de trabalhador rural
Corpo de um homem foi encontrado por volta das 8h30 de hoje (6) boiando no rio São Lourenço, região da Ilha Alegre, em Corumbá - distante 419 Km de C...



Campo Grande também foi palco de um atropelamento covarde no domingo a noite. Uma irresponsável atropelou a moto e causou a perda de parte da perna de um pai de família trabalhador, funcionário do poder judiciário a mais de vinte anos. E não satisfeita em avançar a preferencial, ela fugiu covardemente do local sem prestar socorro, deixando o pobre homem se esvaindo em sangue, sendo socorrido por moradores locais. Mas que esta pessoa digna de pena fique de orelha em pé, que logo, logo ela irá prestar contas na área cível e criminal. Aguarde...
 
Alaíde Alves em 01/08/2013 18:45:01
FALA SERIO ESTA NOSSA LEI E GOZAÇÃO ...SEM INTENÇÃO DE MATAR DIRIGE ALCOOLIZADA ALTA VELOCIDADE E NÃO TEVE INTENÇÃO DE MATAR???????? SE FOSSE NUM PAÍS SÉRIO ESTARIA NA CADEIA ...MAS AQUI É COPA E FESTA ...E VAMOS ASIM INOCENTES VÃO CONTINUAR MORRENDO ....DEPOIS UM FAMILIAR FAZ UMA BESTEIRA VAI PRESO ...
 
VINICIUS MARQUES em 01/08/2013 18:20:17
apenas homicídio culposo,mais uma família destruída por um "acidente " de trânsito...
 
givaldo valerio em 01/08/2013 18:00:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions