A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

17/05/2015 11:51

Mulher tenta entrar em presídio com aparelhos celulares escondidos em pães

Liana Feitosa
Os pães foram fechados de forma que a violação dos alimentos ficou imperceptível. (Foto: Divulgação/ Assessoria Agepen)Os pães foram fechados de forma que a violação dos alimentos ficou imperceptível. (Foto: Divulgação/ Assessoria Agepen)

Agentes penitenciários do Eppar (Estabelecimento Penal de Paranaíba), cidade a 422 quilômetros de Campo Grande, flagraram uma visitante tentando entrar no presídio com pães recheados de celulares.

Veja Mais
Bonito é eleito o segundo destino mais "queridinho" por turistas em 2017
Europeus querem boicote à soja por genocídio indígena, diz deputado

Segundo a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), os servidores localizaram três celulares escondidos nos pertences de uma mulher de 24 anos durante a revista.

Ela foi até o local acompanhada de quatro crianças, uma delas de colo, para visitar o convivente dela, o interno Aparecido Rodrigues Vieira, a quem entregaria os equipamentos.

Os pães franceses foram fechados de forma que a violação dos alimentos ficou imperceptível e só foi constatada após revista minuciosa.

A visitante foi encaminhada para a delegacia da cidade e alegou que recebeu os celulares de um moto-taxista. Ela colocou os aparelhos dentro dos pães e, por isso, receberia a quantia de R$ 100 para cada aparelho que passasse pela revista.

A autora foi indiciada no art. 349-A do Código Penal Brasileiro, que tipifica como crime ao ato de tentar ingressar com aparelho telefônico de comunicação móvel, de rádio ou similar, sem autorização legal, em estabelecimento prisional. Ela pode receber como pena detenção de três meses a um ano.

Ainda de acordo com a Agepen, o direito da mulher de realizar visitas foi cancelado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions