A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

18/04/2013 21:55

Na primeira ação de 2013, Povo das Águas atende 270 famílias no Pantanal

Nyelder Rodrigues
Ações de prevenção também foram desenvolvidas no projeto promovido pela Prefeitura de Corumbá (Foto: Divulgação)Ações de prevenção também foram desenvolvidas no projeto promovido pela Prefeitura de Corumbá (Foto: Divulgação)

A primeira ação de 2013 do Programa Social Povo das Águas atendeu 270 famílias, entre os dias 27 e 31 de março, na região banhada pelo rio Taquari, no Médio Pantanal.

Veja Mais
Pistoleiro executa morador em acerto de tráfico de drogas na fronteira
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS

A atividade, promovida pela Prefeitura de Corumbá, foi direcionada aos ribeirinhos da área, distante da zona urbana, onde o acesso é extremamente difícil.

Foi oferecida assistência médica, odontológica, social e educacional aos ribeirinhos. Só a Secretaria de Assistência Social e Cidadania acompanhou quase 700 pessoas cadastradas em programas como o Bolsa Família e o Cadastro Único.

Os técnicos ainda fizeram o preenchimento de fichas para o Diagnóstico de Vulnerabilidade Social, orientações sobre o Benefício de Prestação Continuada (BPC), controle de cestas básicas e demais benefícios entregues após o mapeamento feito pela Defesa Civil.

Além da cesta básica, todas as famílias receberam charque, mosquiteiros, lona e botas de borracha, materiais adquiridos pela Prefeitura. A Secretaria Municipal de Produção Rural ainda fez a doação de aproximadamente uma tonelada de feijão.

Ações de prevenção, corte de cabelo, orientações sobre violência familiar e atividades lúdicas para as crianças. Foram feitas 295 consultas, 343 procedimentos de enfermagem, 85 odontológicos e aplicaram 60 tipos de vacinas diversas.

Um agente de saúde fez a pesagem de 150 crianças, de 0 a 5 anos, para o Bolsa Família, enquanto o CCZ (Centro de Controle de Zoonozes) vacinou 78 cães contra a raiva.

Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...
Hospital Universitário de Dourados alerta para golpe do falso médico
Falso médico estaria agindo em nome do HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) e nesta segunda-feira entrou em co...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions