A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

04/07/2015 12:50

Na segunda, Reinaldo lança hospital para zerar fila de cirurgias eletivas

Antigo Hospital São Luiz será reativado para funcionar como unidade de cirurgias eletivas e vai atender pacientes da Grande Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
O secretário de Saúde Sebastião Nogueira (centro) com diretores da Funsaud durante vistoria, neste sábado, no hospital que será reativado por Reinaldo (Foto: Eliel Oliveira)O secretário de Saúde Sebastião Nogueira (centro) com diretores da Funsaud durante vistoria, neste sábado, no hospital que será reativado por Reinaldo (Foto: Eliel Oliveira)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) lança segunda-feira (6) às 10h em Dourados, a 233 km de Campo Grande, o mutirão para zerar a fila de pessoas que esperam por cirurgia eletiva na cidade e nos municípios da região. Promessa de campanha do tucano, o mutirão será feito no prédio antigo Hospital São Luiz, alugado, reformado e equipado em parceria entre o Estado e a prefeitura.

Veja Mais
Secretário pede 877 equipamentos e 4 mil instrumentos de saúde ao Estado
Secretário diz que saúde acolhe metade dos pacientes de MS e pede mais recurso

O hospital de cirurgias eletivas vai funcionar no prédio do antigo Hospital São Luiz, localizado na Avenida Weimar Gonçalves Torres com Avenida Coronel Ponciano. Um dos sócios do São Luiz era o médico e atual deputado estadual George Takimoto (PDT). Pertencente aos herdeiros de um empresário da cidade, o espaço estava alugado para uma clínica particular, que fechou a unidade em Dourados.

Neste sábado, o Campo Grande News constatou que o prédio já começou a receber móveis e equipamentos. O secretário municipal de Saúde, Sebastião Nogueira, visitava o local acompanhado de diretores da Funsaud (Fundação de Saúde de Dourados).

Segundo o secretário, Reinaldo vem a Dourados para anunciar a concretização da parceria para a ativação do hospital de cirurgias e lançar o projeto que vai tentar acabar com a fila. Estima-se que na região quatro mil pessoas esperam por uma cirurgia eletiva – sem necessidade de urgência.

Agenda completa – Na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, além do lançamento do hospital de cirurgias, Reinaldo cumpre outros compromissos na segunda-feira.

Às 8h30 ele concede entrevista coletiva na Escola Estadual Presidente Vargas, no centro, onde lança o AJ (Avanço Jovem na Aprendizagem), entrega kits de materiais escolares e uniforme e assina a ordem de serviço para construção da Escola Estadual Menodora Fialho de Figueiredo.

Ainda no hospital de cirurgias, Reinaldo vai assinar novos convênios do Hospital da Vida e da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Dourados. Também entrega equipamentos hospitalares para atender órgãos de saúde do município e assina o termo de repasse de recursos da regionalização da saúde.

Douradina – No período da tarde, o governador vai a Douradina, cidade vizinha de Dourados, onde às 14h, no centro, assina ordem de serviço para restauração asfáltica de ruas do município, autoriza a licitação para reforma da Escola Estadual Barão do Rio Branco, entrega kits e uniforme para alunos da Rede Estadual de Ensino e repassa equipamentos hospitalares do programa “QualiSUS-Rede”.

Depois da agenda em Douradina, Reinaldo Azambuja volta a Dourados, onde às 16h30 entrega a obra do bloco G da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), na Cidade Universitária, em frente ao aeroporto.

No mesmo local, às 18h, o governador participa como convidado da posse do vice-reitor da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), Márcio Eduardo Barros, e dos novos pró-reitores, diretores e vice-diretores da instituição. A posse será feita pela nova reitora, Liana Calarge, empossada quinta-feira à noite.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions