A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

06/03/2011 09:12

Nível do rio Aquidauana aumenta e marca 10 metros

Fabiano Arruda

Cidade está isolada por conta da interdição das duas pontes

Ponte que liga Anastácio a Aquidauana está alagada. (Foto: O Pantaneiro)Ponte que liga Anastácio a Aquidauana está alagada. (Foto: O Pantaneiro)

O nível do rio Aquidauana, que ontem pela manhã marcava 9,9 metros, registra neste momento 9,98 metros, segundo informações do Corpo de Bombeiros do município.

Os trabalhos para atender às inúmeras ocorrências de prejuízos causados pelas chuvas seguem como prioridade para a corporação.

Segundo informações dos militares, o último número de atendidos pelos bombeiros e prefeitura de Aquidauana quanto à famílias removidas, é de 117.

A estimativa é que mais de 250 famílias ribeirinhas tenham deixado suas casas, muitas delas, por conta própria.

A situação segue crítica. A transição entre Aquidauana e Anastácio está impedida para veículos por conta do fechamento das duas pontes.

O trânsito está liberado apenas para pedestres, graças a uma passarela construída pelo Exército. Cerca de 50 militares auxiliam os bombeiros no município.

Os ribeirinhos atendidos pelos bombeiros e pela Prefeitura de Aquidauana foram alojados no ginásio Poli Esportivo, na igreja do bairro Alto e na Escola Cândido Mariano. Ontem, eram 47 famílias instaladas nos locais.

A corporação acredita que, entre Anastácio e Aquidauana, existam pelo menos 400 ribeirinhos.

As famílias desalojadas só poderão voltar para suas casas dias depois do nível do rio baixar. A marca normal é de 3,5 metros.




as pessoas pensam que deus está errado com excesso de chuva, favor tirar deus dessa irresponsábilidade, o criador fez tudo certinho, inclusive as estações como primavera,verão outono e inverno, cada uma com suas carácteristicas, a depredação das nossas florestas, a destruição de matas ciliares, a ganancia do homem em ganhar mais e mais dinheiro, plantando quase toda area de sua propriedade com soja e outras culturas, desnudando dezenas de hectares, esquece que a natureza precisa também das árvores, para sustentar o impacto das chuvas, da seca, do sol etc etc, a natureza agredida vai mesmo dar o troco, "toda ação tem uma reação", e a natureza não é diferente; portanto na natureza existem leis, que devem ser respeitadas pelo homem, não cumprindo, terá as consequencias como estas que estamos assistindo, na região serrana do rio de janeiro, aconteceu o mesmo lavradores derrubaram toda mata das encostas dos morros, para plantação de lavouras, daí deu no que deu, e assim vai continuar, enquanto o homem ficar com essa ganancia de ganhar, ganhar e ganhar.
 
periperis rodrigues do prado em 07/03/2011 10:55:21
Infelizmente este fato se repete por longa data ,não podemos esquecer que a mais de 20 anos passados o prefeito Dr Pedro Ubirajara de Oliveira ,realizou um importante trabalho na retirada da população ribeirinha doando novos terrenos , mas com o tempo as famílias voltaram a residir em locais de alto risco que todos nós sabemos , outras nem mudaram , hoje assistimos novamente a mesma cena , a população tem pleno conhecimento que abaixo da rua Marechal Mallet e Cândido Mariano até a margem direita do Rio Aquidauana é uma região de risco de enchentes , o assoreamento do rio aumenta ,o asfaltamento da parte alta de Aquidauana favorece rapidamente a descida da água para para o centro da cidade , as intensas chuvas de outras regiões transbordam os seus afluentes ,pensamos um pouco o rio Aquidauana tem sua nascente em São Gabriel do Oeste, neste percurso recebe inúmeros afluentes , até de Campo Grande destacamos o Ribeirão do Ceroula que é afluente do Aquidauana , ou seja chuva da Capital também contribui para aumentar o volume de águas ,resumindo as chuvas de outros municípios afetam diretamente Aquidauana e Anastácio , vamos identificar alguns municípios para termos uma visão real do problema : São Gabriel do Oeste,Rio verde , Bandeirante,Jaraguari ,Campo Grande , Terenos ,Sidrolândia ,Maracaju e Nioaque , e só verificar os afluentes deste rio ,considerado por Visconde deTaunay ¨como o mais belo rio do mundo , a solução deste problema requer atenção ,projetos e recursos do governo estadual e federal ,haja vista que envolve várias regiões , desta forma não é um problema a ser resolvido pelo governo de Aquidauana e Anastácio , este problema tem solução ,falta apenas vontade política e competência para resolve-lo , aguardemos .
 
paulo roberto marques pereira em 06/03/2011 07:49:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions