A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

25/06/2014 13:50

Nove pessoas vão responder por confusão depois de jogo do Brasil

Viviane Oliveira
Nove pessoas foram detidas na confusão. (Foto: Dourados News)Nove pessoas foram detidas na confusão. (Foto: Dourados News)

Nove pessoas vão responder pela confusão depois da vitória do Brasil sobre Camarões, em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande. Uma pessoa foi indiciada por desacato a autoridade, e oito, entre elas um adolescente, vão responder por desacato, dano qualificado contra o patrimônio público, lesão corporal dolosa e lesão corporal na forma tentada.

Veja Mais
Festa pela vitória da seleção teve 8 presos após confusão
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul

De acordo com o delegado da 1ª Delegacia de Polícia de Dourados, Lupersio Degerone Lucio, todos os envolvidos foram liberados no mesmo dia, mas respondem pelos crimes cometidos.

Os torcedores estavam concentrados na Avenida Weimar Gonçalves Torres, que é um ponto de encontro dos douradenses para comemorações esportivas, quando o confronto começou. Segundo a Polícia, bombas de fabricação caseira e garrafas foram arremessadas contra os policiais, que ficaram feridos.

Um estudante de 21 anos, que não quis se identificar, disse que foi agredido pelos policiais na noite de anteontem (23), durante a confusão. O jovem relatou ao site Dourados News que estava no local com outros amigos quando a Polícia chegou para dispersar a aglomeração de pessoas.

Os torcedores foram para cima dos policiais, inclusive das viaturas. Foi quando começou o confronto. Segundo o estudante, os militares passaram a agredir quem estava no local. “Até quem não tinha nada a ver com a confusão, como eu”, disse o jovem.

O estudante ficou ferido no braço, de acordo com ele, por um cassetete de um policial. Segundo o rapaz, ele não conseguiu correr quando começou o tumulto. Um policial se aproximou e mandou que ele fosse embora. Sem obedecer a ordem, ele teria sido agredido com um golpe de cassetete no braço.

A major da Polícia Militar, Sandra Regina Alt, disse que a PM não vai abrir sindicância para apurar se houve excesso por parte dos policiais, pois até agora não houve nenhuma reclamação formal informando a situação. Ela disse ainda que a ocorrência foi registrada na Polícia Civil. “A ação da PM foi em legítima defesa, um praça e um oficial ficaram feridos durante a confusão”, diz a major. Uma viatura da Polícia também foi danificada pelo grupo detido. 

Veja o vídeo feito durante a confusão: 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions