A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

25/11/2013 16:47

Obras de esgotamento sanitário elevam a 65% a cobertura em Dourados

Zemil Rocha
Solenidade de inauguração da estação de tratamento em Dourados (Foto: divulgação)Solenidade de inauguração da estação de tratamento em Dourados (Foto: divulgação)

Dourados vai passar a ter 65% de coleta e tratamento com a com a inauguração das obras de ampliação da estação de tratamento de esgoto, a ETE Água Boa, que foi entregue na manhã desta segunda-feira, 25 de novembro, pelo governador do Estado, André Puccinelli, e o presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa. Maior cidade atendida pela Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), Dourados no ano 2006 possuía menos 20% de coleta e tratamento de esgoto

Veja Mais
PF apreende 60 kg de cocaína e prende traficante de 28 anos na MS-164
Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira

Participaram da solenidade de entrega da ETE Água Boa o gerente de projeto da Secretaria Nacional de Saneamento do Ministério das Cidades, Cezar Scherer, o prefeito de Dourados, Murilo Zauith, deputados federais e estaduais, além dos vereadores e funcionários da empresa.

A obra, que custou R$ 36 milhões, assegurou a ampliação da ETE Água Boa, que antes tratava 40 litros por segundo e agora passa a receber o esgoto de mais 20 bairros, devendo tratar 110 litros por segundo. São mais 200 quilômetros de rede, o que significa quase 17 mil residências ligadas à rede de esgoto. “Com a conclusão desta obra, água limpa será devolvida ao meio ambiente e chegaremos ao índice de 65% de esgoto coletado e tratado”, destacou José Carlos Barbosa.

Segundo ele, a vinda dos recursos para execução dessa obra decorreu dos “bons projetos” apresentados pela Sanesul desde 2007, quando Puccinelli assumiu o governo e lhe delegou a missão de comandar a empresa. “Também não podemos deixar de destacar o apoio da nossa bancada federal, estadual e municipal, além da parceria com o governo federal”, enfatizou o presidente da Sanesul.

No pacote de obras foram construídas cinco elevatórias, 5.039 metros de emissário, 3.036 metros de coletor tronco, 346.763 metros de rede coletora de esgoto e 16.825 ligações domiciliares de esgoto, além da implantação de sistema de supervisão. Os recursos investidos são próprios da empresa e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1).

O gerente regional da Sanesul, Paulo Torraca, explica que hoje Dourados possui três estações de tratamento de esgoto: a ETE Água Boa, que foi ampliada e ficará responsável por tratar 35% do esgoto coletado da cidade dos bairros Grande Água Boa, Vista Alegre, Canaã III, Vila Industrial, entre outros; a ETE Guaxinim, que é responsável por 50%; e a Laranja Doce, por aproximadamente 25%.

Nesta segunda-feira, também foi entregue o projeto básico e executivo, estudo populacional e de concepção para o sistema de abastecimento de água e melhorias. Os recursos aplicados são próprios e chegam a R$ 645,1 mil.

 

Escritor douradense lança na terça livro sobre 40 anos de carreira
Será lançado na próxima terça-feira (6) em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - o livro "A Felicidade pela Literatura: Ensaio entr...
Comércio de Ponta Porã funcionará em horário especial neste fim de ano
O comércio de Ponta Porã - cidade localizada a 323 km de Campo Grande - irá funcionar em horário especial neste fim de ano. Os horários e dias foram ...
MPF entra com ação para garantir pesca e extração à comunidade ribeirinha
Foi ajuizada ação civil pública pelo MPF (Ministério Público Federal) para garantir o direito a pesca de subsistência e extrativismo sustentável da c...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions