A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

03/10/2012 18:59

ONG denúncia CCZ por matar animais sem nenhum critério, em Três Lagoas

Viviane Oliveira
De acordo com a denúncia protocola no dia 20 de setembro, além de cachorros vários gatos foram mortos na cidade. (Foto: divulgação)De acordo com a denúncia protocola no dia 20 de setembro, além de cachorros vários gatos foram mortos na cidade. (Foto: divulgação)

A APA (Associação de Proteção de Animais) de Três Lagoas, cidade distante 338 quilômetros de Campo Grande, protocolou uma denúncia no MPF (Ministério Público Federal) contra o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). A ONG acusa o órgão de praticar eutanásia com animais sem nenhum critério.

Veja Mais
Vendedor é esfaqueado nas costas durante briga por espaço
Pavão comandava tráfico da cadeia, mas juíza escondeu denúncia do Brasil

De acordo com a denúncia protocolada no dia 20 de setembro, além de cachorros vários gatos foram mortos na cidade. Ainda conforme o ofício, desde 2005 foram mortos mais de 300 animais por mês.

Em resposta, o coordenador do CCZ, Antônio Luiz Teixeira Empke, informou que em 2011 foram mortos por eutanásia 2.785 cães, 491 com exame positivo de leishmaniose, 2.005 com sintomas da doença e 289 animais com outras doenças. 

A ONG denuncia ainda, que o CCZ estava matando uma grande quantidade de cães sem anestesia. "O número de compra de anestésicos é menor do que a quantidade de animais mortos no município", afirmou a associação.

Para fazer a denúncia, a APA se baseou na lei estadual nº 2990/2005 no artigo 32, que diz que a eutanásia deve ser feita por médico veterinário, com administração prévia de anestésico e por método indolor ao animal.

A ONG informou que todas as provas contra o órgão foram reunidas e encaminhadas para o MPF. A reportagem do Campo Grande News tentou entrar em contato com o CCZ de Três Lagoas, porém nenhuma das ligações foram atendidas. 

Vendedor é esfaqueado nas costas durante briga por espaço
Uma rixa antiga, de pelo menos três meses, acabou com o vendedor de espetinho, Ramão Antônio Gomes, 42, gravemente ferido ao ser esfaqueado duas veze...
Empresária é roubada na saída de lotérica e tem prejuízo de R$ 46 mil
Empresária, de 42 anos, teve prejuízo de R$ 46 mil depois de ser roubada por dois homens na saída de uma lotérica da Rua Melanio Garcia Barbosa, no c...



A reportagem do Campo Grande News tentou entrar em contato com o CCZ de Três Lagoas, porém nenhuma das ligações foram atendidas.
 
Júnior Silva em 03/10/2012 21:10:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions