A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

02/04/2014 08:48

Operação contra crime organizado prende 18 que atuam na fronteira

Graziela Rezende
Chefe do Gaeco passando orientações para policiais antes do início da operação. (Foto: Divulgação)Chefe do Gaeco passando orientações para policiais antes do início da operação. (Foto: Divulgação)

Deflagrada na manhã desta quarta-feira (2), a Polícia já efetuou 18 prisões durante a operação “Prometeu” em Mundo Novo, a 476 quilômetros da Capital. Os envolvidos estão sendo levados para a delegacia de Naviraí e a intenção é cumprir 29 mandados ainda hoje, conforme a Polícia.

Veja Mais
Gaeco e PRF fazem operação para prender membros de quadrilha em Mundo Novo
Motorista embriado atropela ciclista e foge sem prestar socorro

Os presos integram organizações criminosas que atuam principalmente na região de fronteira. Segundo a polícia, eles cometem crimes de furto, roubo e falsificação de documentos. O grupo ainda adquiria armas, munições e cigarro do Paraguai para serem contrabandeados.

A investigação já ocorre há seis meses e conta com policiais do Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado), 160 agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal), 55 viaturas, um helicóptero Bel 207, dois ônibus para transporte dos presos e um ônibus de comando e controle.

Ao longo deste período, foi descoberto que os integrantes da associação criminosa possuem desde pessoas responsáveis por monitorar a atuação dos órgãos de fiscalização a assaltantes de caminhões e carretas, que após serem roubadas passam a ser utilizadas no transporte de mercadorias ilegais que são introduzidas no Brasil através da fronteira com o Paraguai.

Prometeu - O nome faz alusão a um guerreiro titã considerado um defensor da humanidade, que rouba o fogo de Zeus e o devolve aos mortais, sendo castigado por isso. É também uma referência aos veículos de dois agentes da PRF que foram queimados em julho de 2013, por integrantes desta organização criminosa.

O delito ocorreu devido à repressão ao contrabando de cigarros pela Polícia Rodoviária Federal na região, especialmente por estes dois policiais, que à época dos fatos chegaram a apreender três carretas de cigarros no mesmo dia, gerando um prejuízo de mais de R$ 1 milhão à quadrilha somente com estas apreensões.

Gaeco e PRF fazem operação para prender membros de quadrilha em Mundo Novo
O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), com o apoio da Policia Rodoviária Federal desencadeou hoje a operação “Prometeu” ...
Motorista embriado atropela ciclista e foge sem prestar socorro
Guinovaldo Aguiar Gama, de 53 anos, foi preso em flagrante depois de ter atropelado um ciclista na região central de Itaporã, 227 quilômetros de Camp...
Rapaz foge de policial a paisana e abandona mochila com 18 kg de droga
Homem fugiu deixando uma mochila com 18 quilos de maconha, depois de ser abordado esta manhã (10) por um policial a paisana na rodoviária de Ponta Po...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions