A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

05/08/2014 18:12

Operação da Polícia Civil prende 11 acusados de envolvimento com tráfico

Liana Feitosa

Policiais civis do SIG (Serviço de Investigações Gerais) de Três Lagoas, distante 338km de Campo Grande, realizaram a prisão preventiva de 11 acusados de participação em esquema de tráfico de drogas. As investigações começaram em junho deste ano e foi batizada de Operação Mago em referência ao apelido do líder do bando, chamado de “Mestre dos Magos”.

Veja Mais
Com campo society e lavanderia, UNEI de Três Lagoas será a maior do MS
Polícia Civil incinera mais de 4 toneladas de drogas em frigorífico

Os mandados de prisão temporária foram cumpridos por volta das 22h30 de ontem e contou com o apoio de agentes da DENAR (Delegacia Especializada no Combate ao Narcotráfico) de Campo Grande. Os policiais também cumpriram 17 mandados de busca e apreensão domiciliar, além da prisão em flagrante de outras três pessoas, todas envolvidas com um grupo criminoso com atuação em Três Lagoas.

A investigação identificou o envolvimento dos acusados com uma associação criminosa que atuava, principalmente, no bairro Vila São João, mas que tinha ramificações em outros bairros da cidade.

Os membros do grupo devem responder por crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Cerca de 10kg de substâncias ilegais, como crack, maconha e pasta base de cocaína, foram apreendidos.

Organização - De acordo com o SIG, o bando agia de forma organizada, estável e com divisão de tarefas. Por isso, o líder do grupo não tinha contato com a droga e coordenava todo o esquema à distância. Um dos presos preparava e distribuía a droga aos demais traficantes e o grupo mantinha uma boca de fumo no bairro. O ponto de venda das drogas contava até com uma espécie de escala de plantão em que cada traficante precisava cumprir horas determinadas de trabalho no atendimento dos usuários.

A Justiça decretou a prisão preventiva de 13 pessoas envolvidas na associação criminosa desarticulada pela Polícia Civil. Outras duas pessoas foram indiciadas por participação no esquema, mas, responderão o processo em liberdade por colaborarem com a investigação. Os presos devem permanecer sob custódia até o julgamento e, se condenados, podem ter que cumprir pena de até 15 anos de reclusão. Os presos foram transferidos da 1ª Delegacia de Polícia de Três Lagoas para o presídio de segurança média na mesma cidade.

Polícia Civil incinera mais de 4 toneladas de drogas em frigorífico
A Delegacia de Polícia Civil de Bataguassu realizou, ontem (24), a incineração de mais de 4 toneladas de vários tipos de maconha, crack e cocaína, qu...
Boliviana indiciada após tragédia com voo da Chape pede refúgio em MS
A boliviana Celia Castedo Monasterio, indiciada pelo Ministério Público de seu país por ter autorizado o plano de voo da Chapecoense, com saída em Sa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions