A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

31/10/2013 09:04

Operário morre esmagado após ser atropelado por colega em obra de asfalto

Luciana Brazil

Um homem de 51 anos morreu na tarde de ontem (30), na rodovia MS- 180, depois de ser atropelado por um caminhão que era dirigido por um colega da trabalho. De acordo com o site Ta na Mídia, o acidente aconteceu entre Iguatemi e Juti, próximo a fazenda Água Clara.

Veja Mais
Bonito é eleito o segundo destino mais "queridinho" por turistas em 2017
Europeus querem boicote à soja por genocídio indígena, diz deputado

Aparecido Oliveira Amorim foi atropelado enquanto trabalhava na pavimentação da pista. O colega que dirigia o caminhão deu marcha-ré no veículo e não viu que Aparecido e mais um funcionário da empresa, Cava Terraplanagem, estavam atrás. 

O colega que estava na pista, junto de Aparecido, sentiu o caminhão se aproximando e conseguiu sair rapidamente. Aparecido não teve tempo de correr, foi atropelado e teve a cabeça esmagada.

O motorista do caminhão entrou em desespero quando percebeu o acidente. Ele precisou ser amparado pelos colegas de trabalho e foi levado para Santa casa de Naviraí.

O caso foi registrado como homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O caminhão foi levado para delegacia de Iguatemi. A Polícia Civil de Iguatemi esteve no local.




Um é acidente, mas são vários, esse é o segundo em menos de um mês, tem alguma coisa errada nestas obras, o pacotão do MS Forte II vai custar mais do que o governador imaginava, tem que ter fiscalização, dúvido que tenha algum técnico em segurança do trabalho em qualquer uma destas obras, se tiver já tá preso, pois se há um técnico a responsabilidade sobre toda a segurança recai sobre ele e o engenheiro responsável, aliás, será que o engenheiro responsável já foi acionado pela justiça?
 
maximiliano nahas em 31/10/2013 12:53:07
Fatalidade. não houveram culpados... que Deus possa confortar a familia desse guerreiro que se foi.
 
Fernando acosta em 31/10/2013 12:15:27
isso é falta de cobrar das empresas um trabalho bem feito para não precisar ficar fazendo remendos nos asfaltos, pois nosso estado esta em situação lastimável em se tratando de rodovias e vias publicas .
 
elizabete aparecida em 31/10/2013 10:56:10
Será que o Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul já observou quantos trabalhadores em obras de pavimentação ou recapeamento de rodovias morreram ultimamente em acidentes parecidos ?
 
avelino neto em 31/10/2013 09:51:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions