A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

06/03/2015 16:45

Órgão federais e estaduais se unem para atender ribeirinhos de MS

Priscilla Peres

Entre os dias 9 a 23 de março, profissionais de vários órgãos que atuam em Mato Grosso do Sul vão descer o rio Paraguai a bordo do navio Albatroz, para atender moradora ribeirinhos. O objetivo é proporcionar acesso a benefícios previdenciários, documentos civis e ações de saúde.

Veja Mais
Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
Pistoleiro morre baleado durante confronto com a polícia do Paraguai

A ação é voltada para a população ribeirinha que mora às margens do rio Paraguai. Participam o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social ), profissionais de saúde, Receita Federal e órgãos dos Estados do Mato Grosso do Sul e do Mato Grosso, como Secretaria de Segurança Pública, Defensoria Pública e Cartório Eleitoral, por exemplo.

Segundo a chefe do Serviço de Benefícios da Gerência-Executiva do INSS em Campo Grande, Amanda Kuibida, a região pantaneira fica alagada mesmo em época de estiagem, o que dificulta a movimentação dos ribeirinhos em busca de direitos básicos. A ação é coordenada pela Associação de Juízes Federais.

As primeiras localidades visitadas serão Jatobazinho (MS), entre os dias 11 e 12 de março, e Paraguai-Mirim (MS), nos dias 14 e 15. Em seguida o navio Albatroz aporta em Barra do São Lourenço (MT), onde permanece nos dias 17 e 18 de março, e Santo Antônio das Lendas (MT), onde a população será atendida nos dias 22 e 23 de março.

Os servidores do INSS vão orientar a população da região a respeito dos seus direitos previdenciários e conceder benefícios a quem tem direito. O reconhecimento de direitos dos segurados será possível com a instalação de uma antena pelo Ministério das Comunicações, que conectará os microcomputadores via satélite.

Amanda Kuibida lembra que em 2009, em uma ação no município de Porto Murtinho (MS), o INSS concedeu um Benefício Assistencial ao Idoso a uma senhora de mais de 90 anos, que também tiveram acesso, pela primeira vez, aos seus documentos sociais.

Justiça determina instalação de rede de esgoto em Nova Alvorada do Sul
A Sanesul e a prefeitura de Nova Alvorada do Sul - cidade localizada a 120 km de Campo Grande - terão que criar no município rede coletora e estação ...
Médico nega que tenha abandonado pacientes e diz que foi autorizado a sair
O médico Carlos José da Costa Duran, de 41 anos, nega que tenha abandonado o plantão no hospital e maternidade Idimaque Paes Ferreira, o único em Rio...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions