A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

28/04/2015 15:17

Paciente internado com tétano está em estado grave e corre risco de morte

Mariana Rodrigues
O paciente está em estado grave no CTI. (Foto: Divulgação)O paciente está em estado grave no CTI. (Foto: Divulgação)

Um homem de 39 anos, morador de Coxim - cidade distante a 260 quilômetros de Campo Grande, está internado no HU (Hospital Universitário), em estado grave, após ser diagnosticado com tétano. O trabalhador rural machucou o dedo do pé, enquanto trabalhava e como só procurou atendimento médico dez dias depois do ocorrido, e não havia tomado nenhuma vacina, o vírus se desenvolveu rapidamente em seu organismo.

Veja Mais
Afastamento de secretária prejudica serviços de saúde, reclama prefeito
Criança com dengue hemorrágica transferida para Capital está no CTI

O paciente procurou atendimento achando que estava com gripe, devido a febre alta, ao ser atendido em uma unidade de Coxim, ele contou que havia se machucado, mas não soube explicar em que momento, e como apresentava espasmos, os médicos acabaram transferindo ele para Campo Grande.

Segundo informações do HU, o paciente chegou à Capital no sábado (25), já em estado grave. Ele passou pela ortopedia, onde teve o dedo que havia machucado parcialmente amputado, depois foi transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), onde permanece. O hospital informou ainda que o paciente está medicado, mas corre risco de morte.

Segundo a assessoraria do HU, o que resultou nesse processo de desenvolvimento rápido da bactéria foi a demora no atendimento, pois o paciente só procurou ajuda médica dez dias depois de se machucar. O hospital ressalta ainda para a importância de se tomar as vacinas antitetânicas.

As vacinas devem ser tomadas a partir dos dois meses de idade, já na fase adulta, ela deve ser reforçada de 10 em 10 anos. Em Campo Grande as unidades básicas de saúde fornecem gratuitamente as doses das vacinas.

As pessoas que foram vacinadas na Capital, mas não possuem a carteira de vacinação, podem procurar qualquer unidade de saúde, pois há registros das vacinas anteriores. Para quem se vacinou em outras cidades de MS, e não possui a carteira de vacinação, o Hospital recomenda que se tome as três doses da vacina.

Os sintomas principais para quem está infectado, é febre alta e espamos, com esses sintomas, uma pessoa que não esteja com a vacinação em dia e que tenha se machucado deve procurar atendimento médico.

Criança com dengue hemorrágica transferida para Capital está no CTI
A menina de 9 anos com dengue hemorrágica, transferida de Três Lagoas para Campo Grande, na sexta-feira (10), está agora no CTI (Centro de Tratamento...
Menina de 9 anos é diagnosticada com dengue hemorrágica e está internada
Uma menina de 9 anos foi diagnosticada com dengue hemorrágica na quarta-feira (8) e internada no Hospital Auxiliadora de Três Lagoas, a 338 quilômetr...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions