A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

16/05/2011 12:05

Pais de jovem morto após esperar 12h por raio-x terão indenização de R$ 100 mil

Marta Ferreira

O Tribunal de Justiça manteve na semana passada sentença determinando o pagamento de indenização de R$ 100 mil à família de um jovem de 15 anos morto em 2003, após ser baleado e dar entrada na Santa Casa de Corumbá. A vítima, Maximilian Paz de Oliveira, esperou 12 horas por um exame de raio-x e mais de 14 para iniciar a cirurgia de retirada do projétil.

Em votação unânime, em essão realizada na quinta-feira, os desembargadores membros da 5ª Turma Cível rejeitaram o recurso interposto pela Sociedade Beneficente Corumbaense e pelo médico que tratou o rapaz, Eduardo Lasmar Pacheco, contra a sentença de primeiro grau, da 2ª Vara Cível da Comarca de Corumbá, que julgou procedente o pedido de indenização por danos morais feito pelos pais da vítima, Acelio Roberto Ribeiro de Oliveira e Mary Paz de Oliveira

De acordo com os autos, em novembro de 2003, o jovem deu entrada na Santa Casa de Corumbá com uma bala alojada no tórax, por volta das 5h. O médico solicitou um raio-x, mas foi informado de que o aparelho se encontrava em reparo.

Depois de um procedimento de drenagem e apenas 12 horas depois foi feito o raio-x e iniciada a cirurgia para retirada da bala. Após diversos sangramentos e duas paradas cardíacas, Maximilian morreu às 23 h do mesmo dia.

Na apelação, a Sociedade Beneficente e o médico responsável alegam que dispensaram ao jovem todos os cuidados necessários ao tratamento de seu quadro clínico. Argumentaram ainda que não houve negligência e que o pronto socorro é mantido pela prefeitura, de maneira que a apelante não pode ser responsabilizada por eventual conduta de médico vinculado à municipalidade.

A decisão - O relator do processo, desembargador Vladimir Abreu da Silva, considerou, em seu voto, “como inaceitável a demora de doze horas para a realização de uma radiografia, considerada primordial na hipótese de perfuração por arma de fogo e de mais de 14h para iniciar a intervenção cirúrgica, quando o exame radiográfico deveria ser realizado de imediato, a fim de auxiliar na localização do projétil”.

“A Santa Casa e o pronto-socorro não dispunham de aparelho raio x, deveriam os apelantes envidar esforços para tentar realizar o exame em outro local, tanto essa providência era possível que somente mais tarde foi levado um aparelho portátil de raio x”, escreveu o magistrado.

Por isso, na análise do desembargador, “ vislumbra-se que o médico-apelante agiu com negligência porque não adotou as providências que o quadro clínico do paciente exigia, no sentido de empreender esforços para providenciar a realização de radiografia em outra instituição daquela cidade”, declarou o desembargador.

Em relação à Sociedade Beneficente de Corumbá, o desembargador Vladimir afirmou que “de igual modo, não propiciou ao médico as condições mínimas para que contasse com infraestrutura necessária para o desempenho de sua atividade, permitindo que o hospital ficasse desprovido de aparelho raio x, e também permanecendo omisso diante da gravidade do quadro apresentado pela vítima”.

Polícia Militar apreende quase meia tonelada de maconha em Bela Vista
A PM (Polícia Militar) de Bela Vista – a 322 km de Campo Grande – apreendeu 454 quilos de maconha na madrugada deste domingo (11). Conforme Boletim d...
Trabalhador rural sofre hemorragia ao ser atacado por vaca em curral
Um trabalhador rural de 41 anos ficou gravemente ferido após ser atacado por uma vaca na tarde deste sábado (10), numa propriedade a beira do Rio Par...
Marido agride esposa e se esconde da polícia na casa do pai
Após agredir a esposa, Gilmar Sousa, de 37 anos, se escondeu na casa do pai no assentamento Itamarati, em Ponta Porã – a 323 km de Campo Grande. Conf...
Homem é encontrado morto com marcas de tiro em calçada de casa
Um homem não identificado foi encontrado morto na madrugada deste domingo (11) em Dourados – a 233 km de Campo Grande. Conforme o Boletim de Ocorrênc...



BELISSÍMA DECISÃO......VAMOS FAZER ISSO SEMPRE PARA QUE HAJA MELHORAS NA SAÚDE PUBLICA DESSE PAÍS.QUERO AQUI TAMBÉM MEU PROTESTO EM FAVOR DA FAMILIA DE UMA GAROTINHA DE 6 ANOS QUE MORREU ESSA SEMANA
NA SANTA CASA FICOU 10 HORAS ESPERANDO VAGA NO CTI PODE????VAMOS ABRIR BEM OS OLHOS PRECISAMOS MUDAR ISSO MINHA GENTE.
 
MILKA LEMES em 16/05/2011 11:21:11
Sera que não da para esse pessoal implantar um sistema de qualidade neste hospital....chega a dar vergonha de ser brasileiro. Tem um grande hospital aqui do estado que contratou uma consultoria maravilhosa para melhorias, mas ao final não se implantou nada, isto porque um dito"o home" não liberou os recursos necessarios. E assim vamos para o nada.
 
agricio araujo em 16/05/2011 05:50:45
É Astolfo concordo com voce.. pena que nao trará a vida deste adolescente de volta..
mas foi justa a decisao.. Parabens
 
Patricia Pontes em 16/05/2011 05:35:23
Mais uma decisão justa e ponderada desse notável Magistrado e de seus assessores. Parabéns.
 
Astolfo Netto em 16/05/2011 05:18:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions