A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

12/01/2015 22:01

Para fugir do calor, banhistas se refrescam até de noite no Rio Paraguai

Daniel Machado
Com os termômetros marcando em média 36º em Corumbá nos últimos dias, a solução encontrada pelos moradores da cidade é se refrescar nas águas do Rio Paraguai (Foto: Divulgação)Com os termômetros marcando em média 36º em Corumbá nos últimos dias, a solução encontrada pelos moradores da cidade é se refrescar nas águas do Rio Paraguai (Foto: Divulgação)

Com os termômetros marcando em média 36º em Corumbá nos últimos dias, a solução encontrada pelos moradores da cidade é se refrescar nas águas do Rio Paraguai.

Veja Mais
Estado de saúde de menino abusado por adolescentes é considerado grave
Usina de energia deve gerar R$ 65 milhões de receita ao ano para o município

O registro feito na noite deste domingo (11) mostra a prainha do Porto Geral lotada de frequentadores, mesmo com a noite avançada. As luzes dos postes da região portuária já estavam acessas e os banhistas insistiam em aproveitar ao máximo o alívio proporcionado pelas águas do rio.

De acordo com a meteorologia o clima abafado tem elevado a sensação térmica para até 40° graus e a falta de vento e a baixa umidade colabora para que o calor pareça estar bem mais intenso nessas ultimas semanas. A sensação de deserto não dá trégua nem mesmo com o pôr do sol e para driblar esse clima abafado, muitos corumbaenses tem recorrido ao banho do rio até mesmo em um horário pouco convencional.

Precaução - Muita gente aproveitou o fim de semana de sol para aliviar o calor nas águas do Rio Paraguai. O mergulho é muito bom para se refrescar, mas é preciso ter cuidados para evitar acidentes.

É quase impossível não querer entrar na água em um dia quente. Mas não se pode negar os riscos. O corpo de Bombeiros alerta para o perigo quanto a combinação de banho de rio com ingestão de bebida alcoólica.

O cuidado também deve ser redobrado com as crianças. Vale lembrar quem em 2014 foram registradas mais de 13 mortes por afogamento somente na região de Corumbá.

Com informações da Folha MS




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions