A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

31/08/2015 12:03

Paraguai admite falha em ação contra guerrilheiros e EPP faz novas ameaças

Helio de Freitas, de Dourados
Local onde torre de energia foi derrubada por grupo guerrilheiro, a 130 km da fronteira do Paraguai com o Brasil (Foto: ABC Color)Local onde torre de energia foi derrubada por grupo guerrilheiro, a 130 km da fronteira do Paraguai com o Brasil (Foto: ABC Color)

O governo do Paraguai admite falha nas ações de combate ao grupo guerrilheiro EPP (Exército do Povo Paraguaio), que há mais de um ano espalha terror e morte no Departamento de San Pedro, região norte do país e a menos de 100 km de Mato Grosso do Sul. Na noite de ontem, o grupo derrubou uma torre da rede de energia que abastece San Pedro e o Departamento de Amambay e deixou várias cidades às escuras, entre elas Pedro Juan Caballero, atingindo pelo menos 750 mil pessoas.

Veja Mais
Grupo rebelde derruba torres e deixa Pedro Juan sem energia por 12 horas
Brasileiro é executado a tiros por grupo criminoso no Paraguai

Em entrevista à imprensa paraguaia nesta segunda-feira (31), o major Alfredo Ramirez reconheceu que até agora a FTC (Força-Tarefa Conjunta), criada pelo governo para combater o EPP, não produziu resultados. "Eu não tenho condições para anteceder suas obras", disse o militar paraguaio sobre mais esse ataque, ocorrido em Tacuatí, próximo ao local onde o EPP sequestrou um produtor rural no início do mês.

Ajuda dos moradores – Ramirez afirmou que o grupo usa o “elemento surpresa" para agir e diz que os guerrilheiros contam com a ajuda dos moradores. “Eles alertam em todos os momentos de nossos movimentos”.

Ele pediu "paciência" e garantiu que os resultados estão por vir, mas reconheceu que há impaciência na população. “Tenho todas as razões para dizer que não temos resultados, mas estamos trabalhando”.

Novas ameaças – Em visita nesta segunda-feira à Colônia Manitoba, onde a torre de energia foi derrubada, o representante do Ministério Público do Paraguai Joel Cazal revelou que foi encontrada no local uma carta, supostamente escrita por integrantes do EPP, com ameaças de novos ataques.

O documento estava embaixo da estrutura metálica, derrubada com explosivos, e foi encaminhado para o Departamento de Criminologia, em Assunção. Apesar das declarações do governo e da carta, Cazal disse que ainda não está confirmado que o ato foi praticado pelo EPP, mas admite ser essa a possibilidade mais forte.

Explosão rompeu sustentação e provocou queda de torre da rede de energia na região norte do Paraguai (Foto: ABC Color)Explosão rompeu sustentação e provocou queda de torre da rede de energia na região norte do Paraguai (Foto: ABC Color)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions